22 Aug, 2017 Última atualização em 4:31 PM, Aug 11, 2017
grandiosidade | O Palácio Longchamp, construído no século XIX, imponente teatro de água decorado por cascatas e esculturas grandiosidade | O Palácio Longchamp, construído no século XIX, imponente teatro de água decorado por cascatas e esculturas
Publicado em Turismo
Lido 333 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

Por Paulo Queiroga
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Ainda que Paris seja, de fato, um dos lugares mais atrativos do mundo das viagens, a França esbanja com alternativas de destinos. São locais em que o viajante tem a oportunidade de reunir, ao mesmo tempo e no mesmo lugar, história riquíssima, arquitetura majestosa, paisagens naturais de sonho e, principalmente, uma singular cultura como é a da Europa Mediterrânea.


Marselha, (ou Marseille), a ensolarada porta de entrada para a Provence, é a cidade mais antiga da França, com 26 séculos de história e a segunda maior, depois de Paris.

Ao chegar à cidade e se acomodar em um hotel na diversificada rede hoteleira, o melhor a fazer é, antes de tudo, seguir direto à Basílica de Notre Dame, um elegante Forte de defesa espiritual, estrategicamente localizado a 149 metros acima do nível do Mediterrâneo. A vista deslumbrante é um bom começo. Do alto da sua torre, ponto de referência da cidade, abre-se uma visão panorâmica. Lá de cima, trace seu roteiro com o guia. Não é por ali que, normalmente, se iniciam os roteiros em Marselha, mas, vai aí a dica irreverente.

Passear a pé pela cidade já ganha a viagem. O bureau de turismo oferece um passaporte que inclui entrada gratuita em museus, transporte público e ainda, descontos em compras, shows etc. Vale a pena.

Nas ruas, além de milhares de turistas, a população mesclada de italianos, (muitos), espanhóis, gregos, armênios, marroquinos e argelinos, respira um ambiente exótico e cosmopolita.

A Marselha antiga chama à atenção até aos que dizem não gostar de antiguidades. A monumental arquitetura das igrejas e castelos e a História alí contida mexem com nossas emoções.   

Como tem sido visto em destinos turísticos de todo o mundo, Marselha também reabilitou areas urbanas antigas degradadas. Exemplo bem sucedido é a zona do Porto Velho, o quarto principal porto da Europa.

O Vieux Port é um dos lugares mais típicos e tem a cara do Mediterrâneo. A paisagem é como se fosse um anfiteatro, rodeado de grandes monumentos, como o Forte Sain Nicolas, o Forte Saint Jean e a câmara municipal. Reina ali um ambiente descontraído, com cafés, restaurantes e o famoso Mercado do Peixe. Diz a tradição, que neste ponto são vendidos os melhores peixes de todo o Mar Mediterrâneo.

No Palácio de la Bourse está instalada a Câmera de Comércio mais antiga do Mundo, fundada em 1599. Uma escultura registra a pujança do comércio marselhês.

O Palácio Longchamp, construído no século XIX, imponente teatro de água decorado por cascatas e esculturas, chama a atencão pela grandiosidade e, ao mesmo tempo, uma leveza singular. É aquele lugar onde não se resiste em tirar o mehor “self” da viagem.

A austera  Abadia de Sainta Victor, construída no século V, em cima das ruínas da antiga necrópole, foi onde teve início a cristianização da região de Provença. Dentro das criptas ainda há sarcófagos e vestígios deste período.

Tudo encanta também no entorno de Marselha. As rochas claras dos penhascos se destacam como joias, no azul do Mediterrâneo.

O Chateau d’If, na ilha de mesmo nome, é o conhecido castelo que inspirou o livro “O conde de Montecristo”, de Alexandre Dumas, clássico da literatura francesa. Construído para proteger a cidade de ataques marítimos, durante um tempo, o castelo foi transformado em prisão do Estado e depois desativado. Um dos melhores pontos turísticos no entorno de Marselha.

Ainda que Marselha seja uma cidade litorânea, com toda infraestrutura, não é, exatamente, o que poderíamos chamar, para nós brasileiros, de uma cidade de praia. Mas, a Plages du Prado, com sua areia clara, fina e macia, fica lotada de turistas e nativos nas temporadas.

Na sua próxima viagem à França, inclua Marselha no roteiro. Os trens de alta velocidade vão lhe ajudar a permanecer por mais tempo neste destino, um dos principais berços da França. Você reconhecerá, além de Paris, este lugar maravilhoso nesse país lindo.

Última modificação em Terça, 13 Junho 2017 14:07
Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

265

 

Anuncie Aqui2016 05