25 Sep, 2017 Última atualização em 4:59 PM, Sep 12, 2017

Via 20 se apresenta como a solução para a região

Publicado em Centralidades Urbanas
Lido 3204 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Projeto da Avenida Expressa Estrutural Sul, mais conhecido como “Via 20”, vai ligar a sede de Nova Lima a Belo Horizonte utilizando o traçado da linha férrea desativado do Ramal Águas Claras.

A partir de 2020, os estudos de tráfego apontam que a solução está na construção da Avenida Expressa Estrutural Sul, mais conhecida como “Via 20”. Trata-se de um estudo feito pelo engenheiro Roberto Melo, que concilia a utilização de parte do espaço onde está o ramal desativado para a construção de uma via expressa, compartilhando áreas para lazer, parques e paisagismo, com o objetivo de trazer maior mobilidade para a região, podendo inclusive receber o apêndice do Lote 2 do Projeto Trem Metropolitano que passa pelos municípios Mário Campos, Sarzedo e Ibirité, atendendo locais como o Inhotim, ligando também Ibirité a Águas Claras, passando pelo Belvedere. Principalmente, porque o traçado da linha existente – Ramal Águas Claras – permite a integração de novas composições de mobilidade e vias estruturantes em razão de sua área, são 80 metros de largura e quase 13 km de extensão.

O projeto executivo de engenharia que vai ligar a sede de Nova Lima a Belo Horizonte até o trevo do anel rodoviário no sentido Ouro Preto, Rio de Janeiro, Betim e inúmeros outros destinos, bem como as providências de ordem jurídica, segundo Melo, se encontra em fase adiantada dependendo apenas de decisão administrativa junto à Superintendência de Patrimônio da União (SPU), em Brasília. Segundo Roberto Melo, “o superintendente da SPU Regional Minas, Rogério Aranha, recebeu em seu gabinete os dois prefeitos – Marcio Lacerda (BH) e Cassio Magnani (NL) – quando fizeram a entrega de cópias do “Convênio de Cooperação Técnica” assinado entre os dois municípios. Ficou acordado com o superintendente da SPU uma reunião em Brasília para definir detalhes finais objetivando a ‘alienação’ do trecho compreendido entre o Jardim da Torre e o Anel Rodoviário, em conformidade com a Lei Federal 11.486/2007, que prioriza a utilização das áreas extintas da Rede Ferroviária para implantação de soluções viárias urbanas”.

A área a ser aproveitada para a Via 20 utiliza apenas 22 metros de largura, permitindo outras utilizações significativas e importantes no contexto da região. Para melhor visualização, seriam utilizados 22 metros de largura para a caixa pavimentada ou concretada, sendo duas pistas de 10 metros cada e um espaço entre elas de 14 metros de largura.

Roberto Melo explica que a Via Estruturante é um projeto que contempla pouco mais de 13 km de extensão, através de uma grande avenida saindo próxima à rodoviária de Nova Lima, no Bairro Mingu, ladeando a estradinha para Sabará, passando pelo Complexo de Águas Claras da Vale até encontrar a Via de Ligação, e desta seguindo na área lindeira da Alameda da Serra até um novo trevo que seria construído antes da entrada do Anel Rodoviário. “Estamos propondo uma via, sem semáforos, ligando o centro de Nova Lima à BR 040, com conversões mais modernas e seguras para o anel, retirando todo o contingente de veículos que passa pelo BH Shopping e Belvedere em direção à BR-040. Quem vai ao Rio seguirá por esta via em linha reta, até o bairro Olhos D´Água, utilizando apenas um trevo em formato de ferradura; no sentido inverso, também o motorista pegará uma marginal na BR e seguirá até o acesso à Via Estruturante, indo direto ao Centro de Nova Lima”, explicou.

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

267

 

Anuncie Aqui2016 05