21 Jul, 2017 Última atualização em 4:44 PM, Jul 12, 2017
Publicado em Cidades Sustentáveis
Lido 3148 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Projetos assim, são uma tendência em todo o mundo e vêm sendo amplamente discutidos.

Afinal, ao invés de deixar a cidade se expandir para todos os lados, o indicado é condensar moradores em regiões descentralizadas, compactas, porém dotadas de infraestrutura completa, como acontece na região do Belvedere e Vila da Serra (foto), em Nova Lima.

 

Esta linha de pensamento é defendida pelo arquiteto e urbanista Carlos Leite, autor do livro “Cidades Sustentáveis, Cidades Inteligentes”: “Sob o prisma do desenvolvimento urbano sustentado, voltar a crescer para dentro da cidade ou região é altamente relevante. A experiência internacional – de Barcelona a Nova York, para citar algumas das cidades mais verdes – mostra que as metrópoles se reinventam, se refazem, e justamente com modelos de densidade qualificada e uso misto”, defende.

Para Carlos Leite, esta tendência é alardeada, principalmente, por economistas como Paulo Krugman, que defendem “a cidade compacta basicamente por três razões: porque propiciam diversidade, inovação e desenvolvimento econômico; otimização das infraestruturas urbanas, com menos desperdício de investimentos públicos; e geram menor consumo per capita, sendo, portanto, mais sustentáveis”.

Esta corrente forte do urbanismo contemporâneo defende o ideal de “cidade compacta”, concentrando em uma mesma região muitas moradias com opções de comércio, serviços e lazer. O que na visão de especialistas, são os fatores que tornariam as cidades mais interessantes, mais atrativas, mais vivas e mais seguras.  

Para o arquiteto Fernando Serapião, “a resistência à verticalização tem a ver com uma ideia romântica da vida no campo. O que é uma contradição, pois na verdade é a cidade compacta que tem qualidade de vida mais parecida com aquela do interior, pois ali o comércio, o sérvio e o trabalho estão muito próximos”.

Última modificação em Quinta, 26 Setembro 2013 15:56
Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

263

 

Anuncie Aqui2016 05