22 Oct, 2017 Última atualização em 6:38 PM, Oct 9, 2017

Amavise convoca moradores para serem eleitores de Nova Lima

Publicado em Cidadania
Lido 752 vezes
Avalie este item
(3 votos)

Associação de Moradores do Vila da Serra e Vale do Sereno (Amavise) promove campanha de incentivo a transferência do título eleitoral de BH para Nova Lima, com o intuito de ter representatividade tanto dentro da Câmara quanto na Prefeitura.

A Associação de Moradores do Vila da Serra e Vale do Sereno (Amavise) realiza uma campanha de incentivo a transferência do título eleitoral. A iniciativa segue até o dia 4 de maio, prazo final estabelecido pela Justiça eleitoral – 150 dias antes das eleições - para a regularização de títulos. Todos os moradores da região, inclusive de condomínios horizontais, que moram em Nova Lima há pelo menos três meses e ainda não transferiram o título podem solicitar a atualização do domicílio eleitoral junto ao cartório. O procedimento é rápido e gratuito, como informa Sérgio Americano Mendes, diretor da Amavise.

A iniciativa dos moradores da região do Vila da Serra, segundo Americano, tem uma razão muito especial: “Não basta exigirmos melhorias para a cidade se não participamos ativamente da política local. Tão pouco não adianta torcermos ou interferir na política de Belo Horizonte se moramos em Nova Lima. Precisamos ter representatividade tanto dentro da Câmara quanto na Prefeitura de Nova Lima, pois assim nossas reivindicações serão atendidas”, ressalta o morador.

Ainda segundo ele, nos últimos anos esta região teve um crescimento populacional significativo, mas o aumento no número de habitantes não se refletiu como esperado no número de eleitores para Nova Lima. “Com um número maior de eleitores, conseguiremos aumentar a representatividade política e vamos ter acesso a recursos de programas dos governos estadual e federal. É preciso ficar claro que apesar de estarem morando em Nova Lima e utilizando ‘os poucos’ serviços públicos disponíveis pelo município, muitos eleitores ainda não transferiram o título. E muitos dos recursos disponibilizados pelo governo são vinculados ao número de eleitores, ou seja, só obteremos mais conquistas para a região se estivermos contidos no universos dos eleitores da cidade, e a partir daí também fazer nossos representantes no município”, declarou.

Atualização do IPTU

Americano informou que o município planeja fazer uma atualização dos valores do IPTU para a região do Vila da Serra e condomínios da ordem de 1.000%, na tentativa de equiparar a contribuição aos valores cobrados em Belo Horizonte para bairros como o Belvedere, Lourdes e Mangabeiras. “Para atualizar este imposto, primeiro o município precisaria oferecer os serviços essenciais e primários, como coleta de lixo, limpeza de ruas, fiscalização, entre outros. Já fomos obrigados a pintar a quebra-molas para melhoria da sinalização de motoristas e pedestres, pois o desleixo e descaso com esta região são gritantes. Mas, enquanto estivermos mobilizados vamos nos fortalecer cada vez mais para impedir desmandos políticos como liberação de loteamento, leilão de terrenos públicos, venda de praça e outros que podem impactar ainda mais no nosso já sofrido trânsito,” ressalta o diretor.

Sérgio Americano Mendes alertou que este é o momento certo para os moradores da região tomarem esta decisão da transferência do título: “Se escolhemos Nova Lima para morar, também precisamos participar da vida da cidade, ter representantes na Câmara e lutar para a melhoria dos serviços”. Ele lembra que o município vem passando por uma das maiores crises de sua história, com inchaço da máquina pública, não cumprindo a Lei de Responsabilidade Fiscal e sendo obrigado a realizar inúmeras demissões. Além disso, segundo ele, o município projetou um orçamento com base no preço do minério na maior alta histórica, que hoje caiu aos preços normais, deixando a previsão orçamentária deficitária. “Estão claras as intenções do executivo, de aumentar o IPTU na tentativa de equilibrar a balança. Este é o nosso momento, de transferir nossos títulos e fazer nossos representantes para participarmos ativamente do dia a dia da cidade e impedir aumentos de impostos”, concluiu.

Os documentos necessários para a transferência

• Para transferir o título basta apresentar um documento oficial com foto, o título e um comprovante de residência. A orientação é para que os eleitores não deixem para a última hora em razão do prazo legal estabelecido pelo cartório eleitoral em véspera de período eleitoral. Vale lembrar que embora a obrigatoriedade do voto é apenas para aqueles que possuem idade entre 18 e 70 anos, no caso dos jovens moradores da região que irão completar 16 anos de idade, os mesmos também já podem se inscrever no cartório de eleitoral de Nova Lima. A transferência implica na emissão de um novo título, mas o número da inscrição eleitoral permanece o mesmo.
• Ter residência mínima de três meses do novo domicílio;
• Título de Eleitor, se possuir;
• Carteira de identidade, carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal, controladores do exercício profissional, carteira de trabalho, certidão de nascimento/casamento ou CNH;
• Comprovante recente de domicílio eleitoral.
Obs.: Não é aceito passaporte. Na hipótese de transferência do domicílio eleitoral de servidor público civil, militar, autárquico, por motivo “remoção” ou “transferência”, não será exigida a residência mínima de 3 meses no novo domicílio.

Última modificação em Quinta, 25 Junho 2015 12:11
Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

269

 

Anuncie Aqui2016 05