21 Oct, 2017 Última atualização em 6:38 PM, Oct 9, 2017
Publicado em Formação Humana
Lido 17 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

Uma oportunidade para pais e filhos em tempos de vínculos frágeis, num mundo contraditório. E eles, pais e filhos, foram o tema da palestra da psicóloga Patrícia Ragone, no dia 22 de setembro, em mais uma Sexta Santa.


A busca deve ser diária, por lares com uma realidade estável, foi como a psicóloga definiu a relação e se baseou numa passagem da bíblia para falar aos presentes (Colossenses 3,20-23). “Filhos, obedeçam a seus pais em tudo, pois isso agrada ao Senhor. Pais, não irritem seus filhos, para que eles não desanimem.”

Patrícia Ragone destacou que “o que faz com que não nos percamos na nossa missão de pais são os três princípios que devem reger o nosso lar. São eles: os vínculos, a hierarquia e o equilíbrio”.

Princípio do vínculo
Os vínculos devem ser sagrados. Como está o vínculo dos pais com seus pais? Foi o desafio da Patrícia para os participantes refletirem. “Família não aceita divisão, família aceita diferença”, disse ela.

Princípio da hierarquia
As famílias não estão mais em pirâmide.  Mesmo com novas estruturas, em nome da experiência de vida, os pais devem ser respeitados e devem respeitar os filhos. É importante numa família que pais e filhos se respeitem, . E os pais merecem bom tratamento.  Ser respeitado é ser bem tratado nas duas mãos, pais e filhos. Existem regras relativas e absolutas. O respeito à mesa, às refeições com a família reunida e aos mais velhos são absolutas.

Princípio do equilíbrio
Pais e filhos são iguais no sistema de dar e receber.  Deve-se tirar dos pais o peso e formar a consciência dos filhos que parte do processo é deles. Eles precisam ser independentes.  Para serem autônomos temos que dar liberdade. Prepará-los para a vida “Não quer dizer que nos tornemos desnecessários, mas consultores dos filhos”, disse Patrícia. E nesse processo como consultores dos filhos, precisamos mostrar que na vida não existe satisfação plena. Por isso, não se deve evitar o desconforto, a frustração, que fazem parte do processo de crescimento e amadurecimento. O que pode ser feito pelas mãos dos pais. 

“Mas, antes da punição, pensemos em reforço”, explicou a psicóloga. “Os filhos têm as explicações deles, não os julguemos. Os pais também estão aprendendo a ser pais, entenda isso, filhos”.  E uma dica importante é que os pais reforcem as virtudes, fortaleçam a atitude.

O elogio não deve ser feito indiscriminadamente. Deve-se fazer o elogio de apreciação, o que ele fez, e não o que traz como graça divina. E, claro, não viciar em aprovação. Limite e também elogio precisam de equilíbrio.

E à noite, na hora de dormir é a hora do perdão e do agradecimento. E no caso de um filho ou de um pai cair, pratiquemos a misericórdia de Deus.

O tema da próxima Sexta Santa com Patrícia Ragone será as relações amorosas, que acontecerá no dia 20 de outubro, às 20h.

NSRainha em Ação

Comunidade NSRainha agradece ao Pe. Leonardo Pessoa

Em outubro, o Pe. Leonardo Pessoa retorna à Itália para desenvolver trabalhos e estudos no Pontifício Instituto Bíblico, em Roma, onde recebeu no ano passado o título de doutor em Ciência Bíblica. Desde março deste ano, o sacerdote exerceu, em conjunto com o Pe. Luís Henrique Eloy e Silva, as funções de vigário paroquial na Paróquia Nossa Senhora Rainha, presidindo missas na igreja do Belvedere e na Comunidade Bom Jesus do Vale, ministrando cursos de Bíblia, ajudando o pároco, Pe. Alexandre Fernandes, nos atendimentos e confissões, e participando de vários eventos promovidos pela NSRainha.

Com uma bolsa de pós-doutorado, concedida pelo Pontifício Instituto Bíblico, o sacerdote vai trabalhar com o professor Stephen Pisano, que é titular da matéria chamada “Crítica Textual”, ajudando-o em pesquisas, projetos, artigos, monitoria etc. Pe. Leonardo deverá ficar na Itália durante todo o ano acadêmico europeu, que começa em outubro deste ano e termina em julho de 2018, quando retorna ao Brasil. Ele deve ficar por aqui (provavelmente lecionando na PUC/MG) de julho até outubro no ano que vem, quanto retorna novamente à Itália para mais um ano acadêmico.

Em seu Instagram, Pe. Alexandre Fernandes (@pealexandrebh) publicou uma mensagem de despedida e agradecimento para o Pe. Leonardo Pessoa. “Parece que foi ontem que ele chegou, em março, tímido, e com as qualidades que marcam as pessoas ligadas às coisas do céu. (…) Para mim, foi um prazer tê-lo conosco durante seis meses e já digo que fará falta. (…) Padre Léo veio nos ensinar a humildade. Que Deus o abençoe e obrigado por tudo”, disse o sacerdote em sua mensagem.

Pe. Leonardo Pessoa da Silva Pinto, de 37 anos, é da Arquidiocese de Belo Horizonte (trabalhou nas paróquias de São Domingos, no Conjunto Ribeiro de Abreu; e Nossa Senhora da Paz, no bairro Guarani). Natural de Belo Horizonte, ele nasceu em 1° de janeiro de 1980 e sua ordenação foi em 1° de setembro de 2007. A comunidade da Paróquia Nossa Senhora Rainha agradece com muito carinho a toda contribuição dada pelo Pe. Leonardo Pessoa durante estes sete meses em que atuou como vigário paroquial.

Paróquia Nossa Senhora Rainha
Rua Modesto Carvalho Araujo, 227,
Belvedere - Belo Horizonte – MG.
Cep: 30320-410.  Tel: (31) 3286-3034.
www.nsrainha.com
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Atendimento Paroquial
• De segunda a quinta-feira de  9h às 19h
• Sexta-feira de 9h às 18h • Sábado de 9h às 12h

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

269

 

Anuncie Aqui2016 05