25 Nov, 2017 Última atualização em 1:26 PM, Nov 13, 2017

Verão: medidas de prevenção contra escorpiões

Publicado em Saúde & Bem-estar
Lido 239 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

Para o combate de escorpiões é necessário entender como prevenir o seu lar para evitar visitas indesejadas destes animais peçonhentos

Com o aumento das temperaturas no verão, as residências ficam mais vulneráveis a aparições de escorpiões, pois sua cadeia alimentar se baseia em insetos, que geralmente estão bem presentes nessa época do ano. Os escorpiões entram por frestas de portas e janelas, esgoto, e ralos e são atraídos por lugares que possuam tijolos, madeiras ou qualquer outro tipo de material que estejam empilhados por algum tempo, esses locais servem como esconderijo para o animal, fazendo com que áreas que estejam nessas condições sejam alvo potencial para a proliferação de escorpiões.

O departamento de Saúde da Associação Geral do Alphaville Lagoa dos Ingleses tem alertado os moradores para ficarem com mais atenção durante o verão, já que é nesta época que é mais comum encontrar estes animais. A Central de Zoonose da Prefeitura de Nova Lima também faz alerta aos moradores residentes em casa, em especial as instaladas em condomínios cercados de matas e rochas.

Características

O Instituto Vital Brazil, um dos laboratórios oficiais existentes no Brasil com a missão de atender a todo o setor público, com a produção de soros e medicamentos de uso humano, também faz recomendações sobre as características e os cuidados necessários para evitar a picada de escorpiões e animais peçonhentos.

O Instituto esclarece que os escorpiões são animais de corpo alongado que possuem quatro pares de patas, um par de pinças no extremo anterior e apresentam um ferrão com glândulas de veneno na ponta da “cauda” articulada. Quando se sentem perturbados, picam com facilidade, causando muita dor, e podendo provocar até a morte em crianças e pessoas debilitadas.

As espécies que habitam o Estado têm coloração e hábitos que as confundem com o ambiente em que vivem. Entre essas espécies encontramos com muita frequência o “escorpião-amarelo” (Tityus serrulatus), que é considerado o escorpião mais perigoso da América do Sul.

Os escorpiões procuram alimento durante a noite e, frequentemente, penetram nas residências humanas, onde se instalam sem serem notados, pois durante o dia “desaparecem” em esconderijos escuros e úmidos. Para capturar alimento e para defesa utilizam-se do ferrão venenoso.

Estes animais se proliferam sob pedras, frestas de pedras e barrancos, debaixo de cascas de árvores, em paredes e muros mal rebocados, madeira empilhada, entulhos, caixas de gordura, ralos, forros, etc. Gostam muito de umidade, pouca luz e insetos em abundância (principalmente baratas).

A picada de escorpião causa muitos transtornos ao organismo humano: dor imediata, sudorese, febre, sensação de frio, contrações musculares, irregularidades cardio-respiratórias, e pode levar à morte. Qualquer acidente com escorpião deve ser avaliado por um médico.

Dicas preventivas para evitar acidente

• Manter jardins e quintais limpos; evitar o acúmulo de entulhos, folhas secas, lixo doméstico, material de construção nas proximidades das casas; evitar secar roupas no chão ou em cercas e muros.

• Evitar folhagens densas (plantas ornamentais, trepadeiras, arbusto, bananeiras e outras) junto a paredes e muros das casas; manter a grama aparada; limpar periodicamente os terrenos baldios vizinhos, pelo menos, numa faixa de um a dois metros junto das casas;

• Sacudir roupas e sapatos antes de usá-los, pois os escorpiões podem se esconder neles e picar ao serem comprimidos contra o corpo; combater a proliferação de insetos, para evitar o aparecimento de escorpiões que deles se alimentam; verificar a presença de escorpiões em hortifrutigranjeiros e outros produtos;

• Vedar frestas e buracos em paredes, ralos, assoalhos e vãos entre o forro e paredes para impedir o trânsito de escorpiões pela residência.

SERVIÇO
Prefeitura de Nova Lima -  Em caso de dúvida, contate a Central de Zoonose: 31 3541-4427

Alphaville - Em caso de emergências acione a Central de Saúde: 31 3547-3005

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

271

 

Anuncie Aqui2016 05