23 Jul, 2017 Última atualização em 4:44 PM, Jul 12, 2017

Brasileiros sofrem com transtornos de ansiedade

Publicado em Saúde & Bem-estar
Lido 207 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

Parar. Respirar fundo. Afastar pensamentos ruins. Controlar o nervosismo. Ações que até parecem simples, mas podem ser quase impossíveis para mais de 18 milhões de brasileiros.

É essa a quantidade de pessoas que sofrem com transtornos de ansiedade no Brasil: 9,3% da população, quase três vezes mais que a média mundial, que fica em torno de 3,6%. Pontuação que deixou o país no topo da lista de nações com maior percentual de pessoas com algum tipo de transtorno de ansiedade. Os dados são da Organização Mundial da Saúde (OMS), que divulgou recentemente estudo mostrando que 264 milhões de pessoas sofrem de ansiedade em todo o mundo.

Todos nós já sentimos o impacto da ansiedade em nossas vidas. A pressão de uma prova, de um prazo, de uma reunião no trabalho, de pegar um voo ou de uma entrevista de emprego não é novidade nem anormalidade para ninguém. O problema é quando esse sentimento fica desproporcional à sua causa, se manifestando de maneira intensa, irrealista e prolongada, exercendo uma influência direta e, muitas vezes, prejudicial na vida da pessoa.

A OMS define a ansiedade como o sentimento constante de preocupação, incapacidade e medo. O Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais, uma tentativa de classificar as condições psicopatológicas mais comuns na população, separa o transtorno de ansiedade em sete tipos, de acordo com os sintomas sentidos: transtorno do pânico, transtorno de ansiedade social, fobias específicas, agorafobia, transtorno de ansiedade generalizada, transtorno de ansiedade de separação e mutismo seletivo.

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

263

 

Anuncie Aqui2016 05