23 Nov, 2017 Última atualização em 1:26 PM, Nov 13, 2017

Problemas de circulação arterial: como saber se eu tenho ou não?

Dra. Camila Ribeiro Caetano | Especialista em Angiologia, Cirurgia Vascular, Endovascular e Ecografia Vascular. Membro efetivo do Corpo Clinico do Hospital Biocor Dra. Camila Ribeiro Caetano | Especialista em Angiologia, Cirurgia Vascular, Endovascular e Ecografia Vascular. Membro efetivo do Corpo Clinico do Hospital Biocor
Publicado em Saúde & Bem-estar
Lido 167 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

A causa de dor nas pernas são várias, desde de origem circulatória, osteomuscular, reumatológicas, entre outras. Os principais problemas relacionados a circulação são de origem arterial, venosa e linfática.

Os problemas ocasionados pela circulação arterial são muito sérios e graves, porque vão comprometer o recebimento de nutrientes e oxigênio para as células. Suas principais causas são diabetes, tabagismo e arritmias cardíacas. Quando há formação de coágulo no interior das artérias, o membro afetado fica frio, pálido e de coloração arroxeada. Com o passar das horas, a pessoa pode perder a sensibilidade e movimentação do membro. Nesta situação, o ideal é procurar o pronto socorro ou serviço de emergência logo que iniciar a dor. Cada hora perdida influenciará muito no tratamento e salvamento do membro.

O problema de circulação venosa ocorre devido a dificuldade do sangue de retornar para o coração, ocasionando, portanto, acúmulo de toxinas e líquidos próximo às células. Com isso, as pernas ficam mais inchadas e o paciente normalmente tem a sensação de peso nos membros inferiores. Esses sintomas são basicamente relacionados às varizes.  Para prevenção de problemas relacionados a circulação venosa é sempre importante um check up vascular com inspeção das veias dilatadas e vazinhos e tratamento adequado para cada caso. O tratamento das varizes varia desde aplicações convencionais, escleroterapia com espuma densa, tratamento a laser e cirurgia convencional para varizes.

O problema de circulação linfática pode vir desde o nascimento, hereditário, ou secundário a um fator, como erisipela (infecção cutânea nas pernas causada por uma bactéria). Com isso, haverá destruição do sistema linfático no membro afetado, sistema esse responsável pela drenagem do excesso de liquido no membro. Há portanto, nestes casos, inchaço e dor no membro.

O tratamento circulatório requer cuidado extremo e investigação de cada caso. Até mesmo vazinhos já entram na classificação CEAP, criada em 1994 durante o American Venous Forum. Esta classificação é feita para as doenças venosas crônicas e até mesmo pequenos vasos requerem cuidados e prevenção. Portanto, aplicação de vazinhos deve ser realizado por um angiologista ou cirurgião vascular e a prevenção é o melhor tratamento.

CONTATO | Clinica Vascular Camila Caetano
Alameda Oscar Niemeyer, 1.033 • sala 823
Vila da Serra • Nova Lima • MG
(31)3646-0926 • WhatsApp (31)98372-4549

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Mais nesta categoria: Viva sem dor »

Folhear Última Edição

271

 

Anuncie Aqui2016 05