22 Jun, 2017 Última atualização em 6:40 PM, Jun 21, 2017

Recentemente, a imprensa noticiou os movimentos antivacinas que têm ganhado força no Brasil. Dentre os avanços no serviço de saúde no Brasil está à vacinação. Estamos entre os países mais avançados na área. Doenças como o sarampo, meningite, coqueluche, hepatite, entre outras, hoje, estão controladas graças ao elevado índice de imunização. Enfermidades que, há poucas décadas, registravam números de óbitos preocupantes, principalmente em crianças.

Atualmente, matando quase seis milhões de pessoas por ano, o tabagismo aumenta a possibilidade de se contrair um tipo de HPV que provoca a maior parte dos cânceres de garganta associados ao vírus.

Já imaginou ir ao dentista e poder fazer tratamentos em uma única consulta, sem uso de provisórios e moldagens?

A campanha visa alertar para a importância de manter os estoques de sangue abastecidos nos meses de frio.

A Home Angels Unidade Buritis, que também atende ao Belvedere e região, tem por objetivo a garantia da melhor qualidade de vida, bem-estar e segurança para seu ente querido.

Evento gratuito acontecerá entre os dia 2 e 3 de junho no auditório do Hospital Mater Dei Santo Agostinho.

Agentes da Secretaria Municipal de Saúde de BH realizaram ações de zoonoses em um raio de 12 quarteirões, com pulverização de fumacê e visitas para realização de pente fino nos imóveis. Ação é motivada pela morte de um homem, de 79 anos, pela doença. 

A Hepatite é causada por cinco tipos de vírus: Hepatite A, Hepatite B, Hepatite C, Hepatite D e Hepatite E. Os principais casos são decorrentes dos vírus A, B e C, os quais são responsáveis por 2 bilhões de  casos no mundo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que 400 milhões de pessoas estão vivendo com hepatite. Números que merecem atenção. Um levantamento do Ministério da Saúde detectou que, em 2014, foram notificados no Brasil 6.520 novos casos de Hepatite A, 17.914 de Hepatite B e 10.000 de Hepatite C. Por isso, proponho abordamos a consciência sobre a vacinação, um dos principais avanços no serviço de saúde no Brasil.

Parar. Respirar fundo. Afastar pensamentos ruins. Controlar o nervosismo. Ações que até parecem simples, mas podem ser quase impossíveis para mais de 18 milhões de brasileiros.

Higienizar as mãos é uma prática que deve fazer parte da rotina de todos e uma arma poderosa contra a proliferação de doenças, inclusive as respiratórias, muito comuns nessa época do ano. Lavar as mãos é a principal forma de prevenção de contágio por vírus como o H1N1.

Folhear Última Edição

261

 

Anuncie Aqui2016 05