24 May, 2017 Última atualização em 2:06 PM, May 11, 2017

Volkswagen Budd-e: conectado à tomada e ao mundo

hightech | Lanternas traseiras de LED no formato de “C”, uma característica dos carros elétricos da Volkswagen hightech | Lanternas traseiras de LED no formato de “C”, uma característica dos carros elétricos da Volkswagen
Publicado em Veículos
Lido 636 vezes
Avalie este item
(19 votos)
Tagged sob

Por Eduardo Aquino
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Um dos conceitos que se destacaram no Salão Internacional de São Paulo, que terminou dia 20, foi o Volkswagen BUDD-e, um monovolume de propulsão elétrica, com baterias de carga rápida e excelente autonomia, e tecnologias avançadas, como controle por gestos que possibilita abrir portas e acionar sistema de informação e entretenimento.

 

Diferentemente de outros modelos que sofreram adaptação para a propulsão elétrica, o BUDD-e já nasceu como um elétrico, sendo desenvolvido dentro do novo conceito MEB (Modular Electric Drive – Propulsão Elétrica Modular), que é a nova matriz tecnológica da Volkswagen para veículos elétricos. Com autonomia de até 533 km (ciclo europeu), suas baterias podem ser recarregadas em 80% de sua capacidade em 30 minutos.

Com linhas bem futuristas, o BUDD-e foi projetado para ser interconectado. Ele está equipado com a próxima geração de infotainment –, o BUDD-e disponibiliza uma nova interface móvel entre o mundo a bordo e o universo exterior. O novo método de operação e processamento de informação é mais intuitivo. Controles por toques e gestos se integram sem barreiras, abandonando interruptores e botões. Mostradores individuais se fundem em grandes painéis de informação e entretenimento, os espelhos retrovisores são substituídos por telas digitais.

Segundo a Volkswagen, a matriz desses novos e interativos sistemas operacionais e de informação e entretenimento permite aos ocupantes do BUDD-e ver claramente um conceito da marca sobre o futuro – como ele poderá ser até o fim desta década.

Plataforma MEB

O BUDD-e é o primeiro carro-conceito do Grupo Volkswagen projetado com base no novo Kit Modular Elétrico (MEB), que descarta todo o lastro representado pelos combustíveis fósseis de hoje, pois foi criado especificamente para carros elétricos. Isso significa que o design da carroceria, o design interior, o conjunto e as características de condução do Volkswagen movido a eletricidade irão mudar significativamente.

O MEB foi criado para o uso de motores elétricos compactos e baterias de alto desempenho. No BUDD-e, a bateria tem capacidade energética de 92,4kWh. É plana e ocupa pouco espaço, integrada em quase todo o assoalho do veículo. Ela alimenta dois motores elétricos, que movimentam os dois eixos do carro, sendo que o dianteiro gera 100 kW(equivalente a 136cv) e 20,4kgfm de torque, enquanto o traseiro desenvolve 125kW (equivalente a 170cv) e 29,6kgfm de torque, resultando numa potência total mecânica do sistema de 225 kW (306 cv). O sistema de tração integral permite que o carro conceito chegue à velocidade máxima de 180 km/h.

A bateria pode ser carregada tanto pela ligação numa tomada de força como por carregamento indutivo. Utilizando carregador de 150 kW (DC – corrente contínua), a bateria pode ser carregada em 80% em cerca de 30 minutos. O BUDD-e demonstra como a MEB leva a perspectivas inteiramente novas de equipamento pela acomodação da unidade de aquecimento e ar-condicionado: o sistema foi totalmente integrado à dianteira do carro, para aumentar o espaço disponível na frente do carro, melhorar a qualidade do ar (graças a filtros maiores e melhores) e, ao mesmo tempo, resultar numa melhor acústica (devido à redução do ruído do ventilador).

O BUDD-e tem 4.597mm de comprimento, 1.940mm de largura, 1.835mm de altura e 3.151mm de distância entre eixos (3.151 mm), com balanços muito curtos (694mm na frente e 752mm atrás). Um novo sistema de direção traseiro resulta num pequeno diâmetro de giro de 11,5 m e melhora as respostas dinâmicas.

Retroiluminada

Na dianteira, destaque para a área ao redor do logo VW, feita de plástico transparente, que pode ser retroiluminada de várias maneiras diferentes pelos módulos de LED integrados. Uma característica típica dos modelos elétricos e plug-in da Volkswagen são as luzes de condução diurna de LED em forma de “C”. De perfil, chama a atenção a linha do teto plana e alongada, a igualmente longa faixa das janelas com colunas dianteiras “A” vitrificadas, as rodas de liga leve de 21 polegadas e os módulos luminosos que começam na frente e se estendem ao redor até os flancos. Uma estreita faixa de LEDs corre por toda a volta do carro como uma linha de caráter e iluminação ambiente exterior. Na traseira, o BUDD-e tem lanternas com um aspecto característico dos carros elétricos da Volkswagen, que é a assinatura em LED no formato de “C”.

Por dentro, não há botões nem interruptores. Em vez disso, a equipe de design distribuiu os instrumentos – a interface homem-máquina de próxima geração – como um mostrador que parece estar flutuando em pleno ar, como um tablet flutuando no espaço à frente do motorista. Todas as superfícies internas estão imersas em azul, prata e branco.

Abrindo com gesto

Quando se abre a porta deslizante, do lado de fora, usando um gesto, entra-se num interior que mais parece uma sala do que um carro. Os bancos do motorista e do passageiro da frente ficam sobre um piso de madeira. Se o passageiro da frente quiser conversar com seus amigos de trás, pode simplesmente rodar o seu banco para se voltar para trás. O assento (assim como o do motorista) é equipado com um cinto de segurança integral. Na traseira há um carpete macio e aconchegante, juntamente com dois assentos convencionais. Os passageiros de trás também contam com um monitor de 34 polegadas.

Digitalização do espaço de trabalho do motorista. A tradicional separação entre o conjunto de instrumentos em frente ao motorista e o sistema de informação e entretenimento no console central desaparece no design da interface do BUDD-e. Essas duas áreas foram integradas, formando um único módulo de informação.

A Volkswagen está usando no BUDD-e uma nova forma de tecnologia de sensores que é capaz de reconhecer as pessoas até mesmo quando se aproximam do carro. Para abrir a porta deslizante do BUDD-e como se fosse mágica, tudo o que é preciso é um gesto de mão. O sistema de controle por gestos do interior do BUDD-e é mais simples e intuitivo do que nunca. São usadas câmeras para registrar se um passageiro do compartimento traseiro quiser abrir a porta, por exemplo.

Última modificação em Terça, 29 Novembro 2016 15:48
Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

258

 

Anuncie Aqui2016 05