18 Oct, 2017 Última atualização em 6:38 PM, Oct 9, 2017

NISSAN KICKS SL • Belo, recheado e pão-duro

As linhas do Kicks têm personalidade e o teto na cor laranja é opcional As linhas do Kicks têm personalidade e o teto na cor laranja é opcional
Publicado em Veículos
Lido 420 vezes
Avalie este item
(24 votos)
Tagged sob

Por Eduardo Aquino
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Com visual diferenciado, lista ampla de equipamentos e baixo consumo, o Nissan Kicks tem bons argumentos para conquistar uma boa fatia do disputado bolo dos utilitários-esportivos compactos.

Andamos na versão SL, mais completa, que vem com e com câmbio CVT, que carece de opção de trocas manuais. Entre os equipamentos, destaque para o sistema de câmeras que proporciona uma visão de 360° do carro.

Design
O Kicks tem linhas próprias e, pelos comentários que ouvimos, agradam de forma geral. Destaque para a grade “V-Motion” (característica da marca japonesa), para o que os designers chamam de “teto flutuante” (a cor laranja é opcional), a traseira bem inclinada, os faróis com máscara negra, as rodas de liga de 16 polegadas com detalhes em black piano, coberturas plásticas nos para-lamas, retrovisores na cor preta (com repetidores de seta integrados) e as lanternas traseiras cheias de estilo e salientes.

Espaço
Com distância entre-eixos de 2,61m, o crossover da Nissan proporciona um bom nível de conforto. Mas no banco traseiro, o ideal para ninguém ficar apertado é levar dois adultos e uma criança. O porta-malas tem capacidade razoável (de 432 litros), mas pode ser bem ampliada com o rebatimento dos bancos em 1/3 e 2/3. Falta rede para pequenos objetos

Interior
O nível de acabamento interno é bom. Na SL, os bancos e o volante são revestidos em couro sintético. Com abas, os bancos dianteiros prendem bem o corpo nas curvas mais fechadas. O volante multifuncional, com base achatada, deixa os principais comandos à mão. A tela central do sistema de informação e entretenimento é do tipo touchscreen e tem tamanho (sete polegadas) que proporciona boa visualização de todas as funções (navegação, telefone, rádio etc.). Banco do motorista tem regulagem de altura e a coluna de direção pode ser ajustada em distância e altura. Destaque também para o quadro de instrumentos, que, fora o velocímetro, é analógico e pode ser configurável.

Tecnologia
Um dos diferenciais do Kicks é o sistema de quatro câmeras (na frente, traseira e embaixo dos dois espelhos), que proporciona uma vista aérea de 360° do veículo e emite um sinal sonoro quando detecta um objeto em movimento, como um pedestre, por exemplo. Destacam-se também a chave inteligente (basta estar próxima para abrir a porta e dar a partida no motor, por meio de botão no console) e o Sistema de Auxílio de Partida em Rampa, que “segura” o carro no freio automaticamente por cerca de 5 segundos em subidas sem a necessidade de intervenção do motorista.

Segurança
O conjunto dos sistemas eletrônicos Controle Dinâmico de Chassi, Controle Dinâmico em Curvas, Estabilizador Ativo de Carroceria e Controle Dinâmico de Freio Motor atuam na suspensão, freios e também na estabilidade, trazendo muito equilíbrio ao Kicks em curvas e desvios em retas. Também merece destaque os airbags laterais e de cortina, sistema ISOFIX para fixar cadeiras infantis no banco traseiro e os apoios de cabeça dianteiros e traseiros separados e ajustáveis para os cinco ocupantes.

Motor/câmbio
O Kicks herda o eficiente conjunto do Versa (motor 1.6 16V, que gera 114cv de potência e 15,5kgfm de torque com gasolina ou etanol; aliado ao câmbio automático do tipo CVT), que equilibra um desempenho razoável com um nível de consumo (com gasolina no tanque, ar ligado e apenas o motorista, o computador de bordo registrou médias de 10,7km/l na cidade e de 14km/l na estrada). Por outro lado, falta a possibilidade de trocas manuais junto ao volante e a tecla de troca esportiva fica muito escondida (no pomo da alavanca de marchas).

Preços
O Kicks SL parte de R$ 91.900, com pintura sólida e interior preto. Com pintura metálica e teto na cor laranja, o preço sobe para R$ 95.750.

Última modificação em Segunda, 27 Março 2017 10:28
Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

269

 

Anuncie Aqui2016 05