18 Oct, 2017 Última atualização em 6:38 PM, Oct 9, 2017

Ford Fusion Hybrid • O motor está ligado?

DESTAQUE | Na frente, a grade com barras horizontais e os faróis com LEDs diurnos DESTAQUE | Na frente, a grade com barras horizontais e os faróis com LEDs diurnos
Publicado em Veículos
Lido 429 vezes
Avalie este item
(19 votos)
Tagged sob

Por Eduardo Aquino
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Essa foi a primeira pergunta no primeiro contato com a versão Hybrid do Ford Fusion que avaliamos, pois, no modo elétrico ao dar a partida por um botão no painel, ele não emite nenhum ruído. Conjugando gasolina e eletricidade, o sedã é muito econômico, passando dos 16km/l na cidade, e tem um pacote tecnológico de fazer inveja.

Por fora, a versão Hybrid é idêntica à Titanium, topo de linha do sedã, a não ser pela inscrição nas portas dianteiras e tampa do porta-malas. Mas, por dentro, ela tem algumas particularidades. Uma delas é o quadro de instrumentos digital, que pode ser configurado. Do lado esquerdo, ele informa como está funcionando o sistema híbrido, indicando quando a bateria está sendo carregada (em frenagens, desacelerações e descidas), quando o carro está funcionando no modo elétrico, nos dois ou apenas a gasolina.

O sistema híbrido combina um motor 2.0 a gasolina com outro elétrico, alimentado por uma bateria de íons de lítio (com garantia de 8 anos). O dois são gerenciados por um câmbio automático do tipo CVT (continuamente variável) e juntos geram 190cv. O desempenho fica um pouco abaixo das outras versões (SEL e Titanium, cujo 2.0 rende 248cv), mas não decepciona, principalmente quando se desliga a função ECO. Em compensação, o Hybrid é imbatível no consumo, principalmente no trânsito urbano, onde passa dos 16km/l.

O sistema é também inteligente, pois, com o chamado EV+, ele reconhece os destinos mais frequentes por meio dos trajetos configurados pelo motorista no GPS do carro e prioriza o uso do motor elétrico para economizar combustível. Outro item que ajuda bastante na redução do consumo é o controle automático de velocidade adaptativo com sistema “stop and go”, que desliga o motor durante as paradas. A ajuda de para-brisa e vidros laterais dianteiros acústicos, proporciona um impressionante baixo nível de ruído a bordo, mesmo no modo a gasolina e a plena aceleração.

O espaço interno é o mesmo das outras versões, oferecendo conforto para cinco adultos. Mas, na versão híbrida, a bateria abocanhou um pedaço do porta-malas (o volume caiu para 392 litros) e impediu o uso do estepe normal (no lugar, o motorista encontra um kit de reparo, com compressor etc.). A conectividade inclui a última geração do SYNC 3, compatível os sistemas Apple CarPlay e Android Auto, que traz tela de 8 polegadas, comandos de voz (para as funções de telefone, navegação, música, climatização, mensagens de voz e aplicativos), sistema de som premium da Sony e Assistência de Emergência, que liga para o SAMU em caso de acidente com acionamento dos airbags ou corte de combustível (por meio de um celular pareado).

Aliás, o pacote de itens de segurança é digno de elogio: cintos laterais traseiros infláveis (exclusivo do Fusion), oito airbags, alerta de colisão com assistente autônomo de frenagem, assistente autônomo de detecção de pedestres, controles de tração e estabilidade, alerta de ponto cego e permanência em faixa, sensor de fadiga, monitoramento 360 graus, alerta de tráfego cruzado, sistema Isofix para fixação de cadeiras infantis, farol alto automático, cintos de três pontos e apoios de cabeça para todos os ocupantes, monitoramento individual de pressão dos pneus e câmera de ré de alta resolução.

Em termos de conforto, também há muitos mimos para motorista e passageiros: sensor de chuva, ar-condicionado de dupla zona, chave com sensor de presença e acesso inteligente Ford Power, partida remota, teto solar, estacionamento automático de segunda geração para vagas paralelas e perpendiculares e sistema de climatização dos bancos dianteiros (esquenta ou esfria). A direção está muito bem calibrada para manobras e velocidades mais elevadas e a suspensão privilegia o conforto.  
A versão Hybrid tem preço sugerido de R$ 165.000.

Ficha Técnica

• Motor – Conjunto une um 2.0 a gasolina com outro elétrico, gerando 190cv de potência
• Câmbio – Automático do tipo CVT (continuamente variável), com tração na dianteira
• Suspensão – McPherson na dianteira e multibraço na traseira
• Freios – A disco, sendo ventilado na dianteira e sólido na traseira
• Direção – Assistência elétrica
• Rodas e pneus: liga leve, 235/45 R18
• Dimensões - Comprimento, 4,87m; largura, 1,85m; altura, 1,48m; e entre-eixos, 2,85m
• Peso – 1.670 quilos
• Tanque – 52,7 litros
• Porta-malas – 392 litros.

Última modificação em Quinta, 27 Abril 2017 11:22
Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

269

 

Anuncie Aqui2016 05