23 Jul, 2017 Última atualização em 4:44 PM, Jul 12, 2017

Equipes da prefeitura ainda não recuperaram danos dos últimos temporais

Perigo  | A força de um temporal derrubou arvore que está amparada nos fios de energia Perigo | A força de um temporal derrubou arvore que está amparada nos fios de energia
Publicado em Comunidade
Lido 264 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

Árvore caída sobre a rede elétrica causa preocupação aos moradores

Moradores do Belvedere I aguardam o trabalho de equipe da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) para recuperar danos dos temporais do mês de dezembro, quando foram registradas solicitações para retirada de árvores caídas em algumas ruas do bairro. O dano mais preocupante é de uma árvore caída na Rua Benedito Alves, que foi retirada pela raiz com a força de um temporal, e que está amparada nas redes de energia e telefonia. A apreensão dos moradores é que a fiação não suporte por muito tempo o peso do tronco e cause outro estrago maior. O logradouro ainda conta com outras três quedas de árvores, ambas notificados à prefeitura pela Associação de Moradores do Bairro Belvedere (AMBB), sem nenhum retorno para o recolhimento dos galhos e árvores.

De acordo com alguns moradores do local, as chuvas fortes e tempestades dos últimos três meses podem ter abalado a estrutura de algumas árvores, principalmente, nessa região próxima à estação da Copasa. Ainda segundo os moradores, além das mudanças do tempo, a mortalidade das árvores podem ter sido causadas por infestação de pragas e fungos, que realizam verdadeiros coroamentos em seus troncos, comprometendo a saúde da planta. A Associação de Moradores do Bairro Belvedere (AMBB) já informou à Prefeitura de Belo Horizonte para as devidas providências sobre esse e outros fatos ocorridos, mas até o momento nenhuma ação efetiva foi feita para a retirada dos troncos no local.

As árvores caídas não chegaram a bloquear a rua, mas têm gerado certo incômodo aos moradores, além do sentimento de descaso com o bairro. Segundo os moradores do Belvedere, a queda de árvores em razão das chuvas demonstra ainda a situação fragilizada das espécies, principalmente, aquelas que sofreram podas drásticas por causa da rede elétrica. “A poda em formato de ‘V’, realizada pela Cemig acaba tirando a sustentação e o equilíbrio das árvores nas épocas de chuva e ventos fortes, favorecendo a queda das mesmas. Além é claro da questão estética que fica totalmente prejudicada, pois o que se vê são verdadeiros aleijões nas arvores para dar passagem à rede elétrica. Qualquer ventania, mesmo que não seja muito forte, poderá provocar a queda dessas árvores”, relatou um morador próximo ao local, que pediu para não ser identificado. Os moradores clamam à PBH por esse trabalho no bairro.

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

263

 

Anuncie Aqui2016 05