26 May, 2017 Última atualização em 2:06 PM, May 11, 2017

Vila da Serra vai receber “Ouvidoria Itinerante”

Publicado em Comunidade
Lido 278 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

Ouvidor e controlador municipal, Walmir Braga terá encontro com comunidade para ouvir, entender, analisar e encaminhar as reclamações e sugestões apresentadas. O modelo, inédito em Nova Lima, já foi realizado há alguns dias na Regional de Honório Bicalho, com resultados surpreendentes.

Dentro de alguns dias, os moradores do Vila da Serra vão experimentar uma nova modalidade de atendimento ao cidadão, a “Ouvidoria Itinerante”. A proposta, inédita em Nova Lima, aprovada pelo prefeito Vitor Penido, foi levada pelo ouvidor e controlador municipal, Walmir Braga, que assumiu os cargos no final de dezembro. A proposta é de levar a Ouvidoria para junto da comunidade para ouvir, entender, analisar e encaminhar as reclamações e sugestões apresentadas, dando sempre um retorno.

O primeiro evento nesse sentido foi realizado há alguns dias na Regional de Honório Bicalho, com resultados surpreendentes, acima das expectativas dos técnicos da Ouvidoria. Segundo informou Walmir Braga, foram recebidas cerca de 80 reclamações, a grande maioria relacionada a questões de obras locais, esgoto e animais abandonados pelas ruas do bairro.

Ele explicou que essa primeira Ouvidoria itinerante servirá para aprimorar as próximas. O objetivo é alcançar bairros mais afastados, visitando residências e ouvindo diretamente os moradores. “Percebemos que dessa forma o trabalho será mais dinâmico, personalizado e poderá atender mais pessoas. Será preciso apenas definir qual será o melhor dia e horário, porque muitos solicitaram que esses encontros fossem feitos à noite ou no sábado”, explicou.

Walmir Braga ressaltou que na Ouvidoria vai trabalhar obedecendo aos seguintes passos: primeiro ouvir a reclamação; segundo entender a reclamação; orientar para explicar o cidadão e dar andamento, se cabível. “Além de encaminhar podemos indicar o órgão específico para a demanda. De toda forma, retornaremos para o cidadão mesmo que esse seja para dizer que ‘não há solução’.”

A Ouvidoria é um órgão autônomo e independente ligado ao Executivo e que tem por objetivo assegurar de forma permanente e eficaz a participação do munícipe. “Somos um portal do cidadão de reclamações e sugestões, para receber e encaminhar denúncias, reclamações e representações. Para que se faça essa Ouvidoria trabalhar, a primeira coisa é permitir que o cidadão tenha confiança na administração municipal. Ninguém vai reclamar em quem não gera confiança. E para isto é preciso aproximar-se do cidadão, indo até as comunidades”, anunciou.

Outra novidade anunciada por Walmir Braga foi trabalhar as duas Secretarias dentro de uma mesma estrutura, como é no caso do Governo Federal. Com isto se consegue reduzir custos e ganhar sinergia: um só local, um só secretário, uma secretária e uma mesma faxineira, por exemplo. Isto diminui o tamanho da máquina e o custo. “Ao juntarmos as duas secretarias passamos de 26 para 16 servidores para realizar todo o trabalho. Essa é uma redução significativa, pois elimina cargos em duplicidade sem perda de qualidade e produtividade”, revelou.

Além disto, também está sendo desenvolvido um projeto para implantação da “Ouvidora interna”, pela qual o servidor poderá fazer encaminhamento de questões funcionais. Com isso se consegue solucionar eventuais passivos, com eliminação de riscos e ganho de produtividade. De acordo dom ele esse projeto será, na melhor das hipóteses, implantando a partir do segundo semestre.

Diagnóstico inicial

Mas, para implantar essas e outras mudanças, Walmir Braga fez um diagnóstico inicial. Ele explicou que as condições de trabalho das duas secretarias eram totalmente deficitárias. “Um dos maiores exemplos é o local onde abriga esses órgãos, que não obedece a uma exigência da lei federal para acessibilidade ao público. Por esse motivo, estamos procurando um outro espaço para instalação da Ouvidoria e Controladoria de forma que o público tenha acessibilidade”, ressaltou. Outros problemas encontrados foram de ordem estrutural e humana. “Havia 12 linhas telefônicas, mas somente duas estavam funcionando. Outra deficiência é com relação ao sistema de TI e o Portal da Transparência. Encontrei duas secretarias paralisadas e completamente desestruturadas. E pelo que conversei com outros secretários, esse não foi um privilégio só meu.” Ele reiterou que o governo anterior deixou um legado muito ruim.

Com relação à Controladoria, ele explicou que “o órgão oportuniza a transparência das condições administrativas para cada gasto, avalia o controle externo e exerce o controle contábil, financeiro, orçamentário e patrimonial, bem como o cumprimento das verbas da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e da Lei Orçamentária Anual (LOA)”, explicou Walmir.

Por fim destacou que a função das secretarias é orientar o executivo e o Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Os canais de contato com a Ouvidoria em Nova Lima são através do telefone (3542.5938), por email (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) ou presencialmente.

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

258

 

Anuncie Aqui2016 05