26 May, 2017 Última atualização em 2:06 PM, May 11, 2017

Gambá: novo morador da Lagoa Seca

Publicado em Comunidade
Lido 122 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Não é a primeira vez e, acreditamos, que não será a última, que os moradores do Belvedere recebem a visita de animais considerados selvagens nas ruas, praças e quintais de suas casas.

O JORNAL BELVEDERE e os seus leitores, quando têm a oportunidade registram estes momentos. Não foi diferente com Lívia Barreto da Motta Messano, moradora e leitora do BELVEDERE ao perceber a presença de um gambá na Praça da Lagoa Seca e na Avenida Paulo Camilo Pena: “É o novo morador do Belvedere. Já o encontrei duas vezes. Uma vez durante o dia e outra na Lagoa Seca já de noite” relatou Lívia Messano, que conseguiu registrar o visitante e nos enviou as fotos que publicamos.

Sem ser convidado, o “Didelphis marsupialis” o nome científico do gambá andou sozinho no interior da Lagoa Seca e depois passou pela calçada e, ao perceber a presença dos caminhantes no local, o animal silvestre caminhou lentamente até se embrenhar entre as árvores na Lagoa.  

“O novo morador do Belvedere”, é um animal que tem o seu habitat nas florestas e campos, mas já é comum ser encontrado nos centros urbanos. A sua alimentação consiste em ovos, frutos, vermes, insetos, lagartos, anfíbios e até mesmo filhotes de pássaros. Possuem hábitos solitários, porém, na época do acasalamento, formam casais para reproduzir. Neste período o casal constrói um ninho de galhos e folhas secas.

Os especialistas recomendam que as pessoas evitam pegar o animal e deixar que se locomova para um local seguro. Quando perseguido, o gambá finge-se de morto ou expele um líquido fétido produzido por glândulas axilares.  Ele exala este líquido de cheiro forte e desagradável que serve para espantar outros animais e quem o ameaça. Este mesmo odor é produzido pela fêmea na época da reprodução, para atrair o macho.

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

258

 

Anuncie Aqui2016 05