25 Sep, 2017 Última atualização em 4:59 PM, Sep 12, 2017

Associações do Belvedere debatem questões urbanísticas com a PBH

ACERTOS | Diretores da Associação dos Amigos e Associação dos Moradores com a secretaria da PBH, Maria Fernandes Caldas ACERTOS | Diretores da Associação dos Amigos e Associação dos Moradores com a secretaria da PBH, Maria Fernandes Caldas
Publicado em Comunidade
Lido 294 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

Representantes dos moradores debatem, com a secretária Municipal de Serviços Urbanos da Prefeitura de Belo Horizonte, Maria Fernandes Caldas, sobre a realização de eventos e a presença da Guarda Municipal no bairro.

Diretores das Associações representativas do Belvedere – Associação dos Amigos e Associação dos Moradores - reuniram-se com a secretária Municipal de Serviços Urbanos da Prefeitura de Belo Horizonte, Maria Fernandes Caldas, para uma visita de cortesia e ouvir da secretária qual será a orientação da PBH em relação às questões de urbanismo no bairro, notadamente, sobre à realização de eventos e sobre a atuação da Guarda Municipal.

O presidente da AABB, Ubirajara Pires, fez uma abordagem mostrando a visão de parceria dos moradores com os praticantes de atividades esportivas, uma vez que a mesma faz parte da vida da população local, e também sobre o trabalho que vem sendo realizado pela PBH dentro da Lagoa Seca, considerada a maior bacia reguladora de águas de chuva da região. 

Maria Caldas, por sua vez, informou aos dirigentes das associações que a nova gestão municipal do prefeito Alexandre Kalil mudou o comando da cidade que até então era dividido em regionais, com as operações sendo realizadas nessas unidades a cargo de cada secretário. Segundo Maria Caldas, agora todas as atividades de licenciamento e liberação de eventos e atividades econômicas estão centralizadas na Secretaria de Assuntos Urbanos. Segundo ela, agora as regionais farão uma interface com a secretaria e o trabalho será sempre pautado dentro do que é importante para o cidadão, quer seja se o assunto esteja relacionado à barulho, lazer, qualidade de vida, urbanização, etc.

Padronização de passeios

Já o presidente da AMBB, Marco Túllio Braga, abordou sobre a lei municipal 2003, que aprovou uma série de projetos, entre eles a padronização de passeios, e sobre a aplicação da norma em ruas cuja inclinação é superior a 5%. “Precisamos rever esta ação fiscal dentro do bairro, pois há calçadas que estão impossibilitadas de atender a lei; onde inclusive moradores foram notificados mais de uma vez em um mesmo dia”, alertou Braga.

A secretária anunciou também que a questão da padronização de passeios é uma pauta que está sendo discutida pela atual gestão. Segundo ela, é possível cancelar uma ação fiscal se a PBH entender que o decreto é inaplicável de acordo com a Lei de Código de Posturas. “Esse é um assunto que está sendo revisto pela Prefeitura, com muita atenção e cuidado”, ressaltou. Maria Caldas colocou-se à disposição das Associações para receber as demandas e tentar atendê-las na medida do possível. 

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

267

 

Anuncie Aqui2016 05