30 Apr, 2017 Última atualização em 2:22 PM, Apr 27, 2017

Depois do transtorno, obras de iluminação ficam prontas

Intervenção | A pista no sentido Belvedere/Vila da Serra foi bloqueada para a realização das obras de instalação da Iluminação na Via Stael Bicalho causando um grande congestionamento na região Intervenção | A pista no sentido Belvedere/Vila da Serra foi bloqueada para a realização das obras de instalação da Iluminação na Via Stael Bicalho causando um grande congestionamento na região
Publicado em Infraestrutura
Lido 185 vezes
Avalie este item
(0 votos)

“O transtorno é passageiro, mas o benefício é permanente.” A citação muito usada por empresas durante suas obras serve para expressar o transtorno causado pela intervenção na Via Stael Bicalho, para obras de melhorias na iluminação.

A contenção do trânsito na região do Belvedere, em BH, e no Vila da Serra, em Nova Lima, causou irritação a quem passou pelos locais, no período de 3 a 5 de abril. As obras de iluminação pública compreendem uma parte da Via Stael Bicalho (no trecho entre o BH Shopping e o Pontilhão da Rede Ferroviária), em Belo Horizonte, e outra na Trincheira que liga a MG-030 a BR-365.

Motoristas que trafegaram pelo local, na sua totalidade moradores do Vila da Serra e dos condomínios horizontais do entorno da MG-030, se viram parados em longas filas de engarrafamento e reclamaram com veemência sobre a inexistência de uma comunicação prévia sobre as obras e com relação ao esquema de trânsito elaborado pelos órgãos responsáveis. No caso, a BHTrans e a Sudecap, já que a obra está localizada no município de Belo Horizonte. A empresa de trânsito fechou a pista da Via Stael Bicalho, no sentido Vila da Serra/Nova Lima e deixou liberada apenas uma pista no sentido BH. Também foi fechado o trânsito no interior da Trincheira da BR-356, levando o tráfego de veículos todo para a Avenida Luiz Paulo Franco, em frente ao BH Shopping.

As mudanças no trânsito sobrecarregaram completamente a Alameda Oscar Niemeyer, no Vila da Serra, e a própria MG-030, no sentido BH, onde longas filas se formaram em vários períodos do dia, principalmente, nos horários de pico. Para se ter uma ideia, em determinados períodos o congestionamento se formava a partir do Colégio Santo Agostinho, no Vale dos Cristais.

Muitos moradores perderam seus compromissos e tiveram suas agendas de negócios remarcadas.

“Sabemos que as obras são para a melhoria da iluminação e são necessárias. Mas, o que estamos reclamando é que o local, durante o período de obra, se transformou em uma ‘terra de ninguém’. A empresa de trânsito colocou cones para interromper o trânsito e isolar o trecho, mas não deixou nenhum funcionário no local para orientar o tráfego. A fila de veículos na MG-030 ficou enorme, com o trânsito muito lento. Ficamos parados por horas na região”, reclamou o morador Vinícius de Almeida Santos, que mora em um condomínio no entorno da MG-030.

Outro morador do Vila da Serra, Cláudio Honório da Cruz, também criticou a organização do trânsito por parte da BHTrans: “Não podem fazer um negócio desse jeito. Poderiam ter colocado faixas, tanto no Belvedere quanto no Vila da Serra, orientando aos motoristas para evitar o trecho e direcionar para outros pontos. Simplesmente pararam o Vila da Serra.”

Melhorias

A Prefeitura de Belo Horizonte informou por meio da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) que as obras para melhorias na iluminação pública no trecho executadas pela CEMIG compreendiam a “reimplantação da Iluminação da retirada em função obras do Portal Sul executada o governo do Estado; a ampliação a iluminação existente e implantação da iluminação na passagem sob a MG-030 com acesso a BR-356”.

A Sudecap esclareceu também que estes serviços foram objeto de compromisso entre a CEMIG e Ministério Público Federal, com anuência da Prefeitura de Belo Horizonte. As obras contam com o apoio da BHtrans na organização dos desvios de trânsito. E que os trabalhos estarão concluídos até o final do mês de abril.

Obras na Via Stael Bicalho é uma luta antiga

As obras de iluminação da Via Stael Bicalho, um trecho de 700 metros, que liga o BH Shopping até o pontilhão próximo a Trincheira do Vila da Serra, já em Nova Lima, é uma reivindicação dos moradores, em especial, de trabalhadores e estudantes.

O acordo entre a CEMIG e o Ministério Público Federal, com anuência da PBH foi efetuado no ano passado depois de uma Audiência Pública promovida pelo deputado estadual Fred Costa, na Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG), por solicitação da comunidade local e de trabalhadores da região.

Por muito tempo, os usuários da via tiveram que se sujeitar a caminhar até o ponto de ônibus no escuro pela via de alta circulação. Entretanto, após cobrança constante do deputado estadual Fred Costa (PEN), presidente da Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia de Minas, finalmente a nova iluminação já estará em pleno funcionamento nos próximos dias.

Localizado na interseção dos municípios de Belo Horizonte e Nova Lima, o trecho sempre foi objeto de discussão sobre qual das prefeituras seria responsável pelas obras de melhoria de iluminação naquele local. “Um absurdo, já que se trata de um trecho de grande circulação de veículos e de pedestres, dentro do perímetro urbano”, argumentou o deputado Fred Costa.

Durante Audiência Pública realizada em julho na Assembleia Legislativa, Fred Costa apresentou um parecer do Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG) comprovando que a responsabilidade era realmente da PBH.

Em decorrência da cobrança constante do parlamentar, de moradores e comerciantes do Belvedere e do Vila da Serra, a administração anterior da PBH fez a instalação dos postes de iluminação ao longo do trecho, dando previsão de que a iluminação elétrica fosse ligada no local a partir do dia 30 de outubro. No entanto, somente agora a CEMIG está concluindo os trabalhos.

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

258

 

Anuncie Aqui2016 05