25 Sep, 2017 Última atualização em 4:59 PM, Sep 12, 2017

AABB celebra acordo com PBH e Ministério Público para a manutenção da Lagoa Seca

Publicado em Meio Ambiente
Lido 531 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Associação de Amigos do Bairro Belvedere (AABB) faz acordo com PBH que prevê a responsabilidade de manutenção, capina, poda e limpeza de canais de água dentro da lagoa.

A Associação de Amigos do Bairro Belvedere (AABB), a Prefeitura de Belo Horizonte e o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) celebraram um acordo que transfere para a PBH, através da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (SUDECAP), a responsabilidade de manutenção, capina e poda de árvores, assim como a limpeza dos canais de escoamento de águas dentro da Lagoa Seca.

A informação é do presidente da AABB, Ubirajara Pires Glória, que se reuniu com representantes do governo municipal em dezembro último, para conciliação dos termos dessa demanda. Segundo ele, agora em janeiro será realizada uma reunião com os técnicos da SUDECAP para organizar o início dos trabalhos. “Todo o serviço a ser feito será monitorado e após 90 dias, voltaremos à Promotoria para ratificar ou tomar algumas providências que não se cumprirem pelo acordo. A data, inclusive, já está marcada para o encontro com a Promotora”, explicou  Ubirajara.

A Lagoa Seca é uma área remanescente do Belvedere III e funciona como uma grande bacia reguladora. Ela é responsável pelo recebimento e contenção de águas pluviais até a destinação das mesmas pelas redes coletoras. Basta chover com mais intensidade que os moradores se deparam com o volume de água recebida e sua vazão. Daí, a sua importância na região como bacia reguladora e de amortecimento das águas de chuva.

Há mais de 13 anos, a Associação dos Amigos do Belvedere vem realizando um trabalho importante dentro da lagoa e nos jardins à sua volta. Na área interna, já realizou o plantio de mais de 1 mil mudas de árvores, algumas inclusive frutíferas que atraem a avifauna. E, diariamente, mantém o serviço de manutenção, capina e poda, retirando dali cerca de dois caminhões de lixo a cada mês.

O trabalho necessita de maior infraestrutura para atender todas as demandas dessa bacia que ocupa um grande espaço na praça. E, infelizmente, a Associação possui um quadro de funcionários muito enxuto para anteder todos os serviços demandados pelo bairro.

Última modificação em Terça, 10 Janeiro 2017 16:24
Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

267

 

Anuncie Aqui2016 05