30 Apr, 2017 Última atualização em 2:22 PM, Apr 27, 2017

Empreendedor corrige degrau em frente ao Edifício Burj Belvedere

Publicado em Segurança
Lido 144 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

Depois de inúmeras reclamações de pedestres e moradores, veiculadas pelo JORNAL BELVEDERE, os empreendedores responsáveis pelas obras do Edifício Burj Belvedere, situado na Avenida Luiz Paulo Franco, 729, decidiram pôr fim à polêmica e adequaram a calçada em frente ao prédio.

Funcionários de uma empresa contratada pelo empreendedor realizou a adequação do passeios em três dias de trabalho.

O JORNAL BELVEDERE publicou as matérias a partir de demandas de moradores que ligaram para a redação alertando para o degrau deixado na calçada, comprometendo a mobilidade de algumas pessoas, principalmente, de portadores de necessidades e pessoas idosas. Outras solicitações nesse sentido foram encaminhadas à Associação de Amigos do Bairro Belvedere, que segundo seu presidente, Ubirajara Pires Glória, “cumpriu o seu papel de solicitar a fiscalização à PBH sobre a irregularidade das calçadas”.

O empreendedor Paulo Sérgio de Freitas, administrador da Nenzico Participações e Consultoria Ltda., responsável pelas obras do Edifício Burj Belvedere, enviou uma carta/email ao BELVEDERE esclarecendo que a obra na calçada do edifício não estava irregular e “atendeu ao Código de Posturas de BH. Tanto isso é verdade que a PBH, após fiscalizar as obras do edifício (nas quais se incluem a da calçada), concedeu-nos o ‘Habite-se’ em 11/01/17.

Ubirajara Pires estranhou o posicionamento do empreendedor e chegou a afirmar que a PBH é muito rígida com relação ao comprimento das orientações para execução e manutenção de passeios, contidas no Código de Posturas de Belo Horizonte.

Agora, finalmente a polêmica teve um fim e a calçada em frente ao número 729 da Avenida Luiz Paulo Franco está sem o degrau e, devidamente, em condições de uso pela comunidade.

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

258

 

Anuncie Aqui2016 05