25 Nov, 2017 Última atualização em 1:26 PM, Nov 13, 2017

Moradores querem novas medidas para melhorar o trânsito no Belvedere

CLANDESTINAS  | Na Rua Desembargador Jorge Fontana a presença das vans é constante em vários horários do dia CLANDESTINAS | Na Rua Desembargador Jorge Fontana a presença das vans é constante em vários horários do dia
Publicado em Trânsito
Lido 216 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

Diretoria da Associação de Amigos do Bairro Belvedere (AABB) solicitou a instalação de novos estacionamentos rotativos no bairro e também a mudança na direção de algumas ruas, como mão única em algumas vias para melhoria do fluxo. Em reunião com a presidência da BHTrans foram relatadas as presenças de vans clandestinas provenientes de outros bairros e do centro de Nova Lima.

A diretoria da Associação de Amigos do Bairro Belvedere (AABB) reuniu-se com presidente da BHTrans, Célio Freitas Bouzada, para relatar algumas situações específicas relacionadas ao trânsito na região. Segundo os dirigentes da AABB, o Belvedere tornou-se um bairro de passagem e esta situação está comprometendo o trânsito nas principais vias arteriais do bairro. “São várias filas de carros parados que se formam dentro dos principais corredores, comprometendo o acesso ao bairro e a mobilidade interna”, explicou, na ocasião, o presidente da Associação, Ubirajara Pires Glória.

Diante de inúmeras reclamações recebidas de moradores, a diretoria da AABB relacionou ao novo presidente da BHTrans os principais problemas de ordem de tráfego, os gargalos e a questão da própria segurança do motorista que dirige no bairro. Segundo informou o diretor de Trânsito Sinai Waisberg, o trânsito é comprometido pelo aumento no fluxo de veículos em direção ao Vila da Serra e Nova Lima, transformando o Belvedere em um bairro de passagem.

O presidente da AABB colocou, também, a questão da própria condição geográfica do bairro que possibilita inúmeros estacionamentos livres nas vias e ao número crescente de equipes de corredores que trafegam pelas ruas, motivo de segurança maior e atenção redobrada aos motoristas. Ele informou ao presidente Célio Bouzada que, atualmente, há 42 equipes de corrida e cerca de 2 mil pessoas frequentam o bairro nos finais de semana, participando de práticas esportivas em grupo ou isoladas. Ou seja, um trânsito maior de pessoas e veículos também nos finais de semana.

Vans clandestinas

Durante a reunião, a diretoria solicitou a instalação de novos estacionamentos rotativos no bairro e também a mudança na direção de algumas ruas, como mão única para melhoria do fluxo. E que seja realizada uma fiscalização no trânsito de algumas ruas - como a Rua Desembargador Jorge Fontana - que estão sendo utilizadas para o embarque e desembarque de passageiros de vans clandestinas provenientes de outros bairros e do centro de Nova Lima. “A presença dessas vans é constante em vários horários do dia. Em alguns quarteirões extensas filas são formadas, colaborando para a lentidão do trânsito local e no acesso ao bairro. Moradores reclamam do estacionamento dessas vans nas vias para pegar passageiros”, alertou Ubirajara Pires.

De acordo com o presidente da BHTrans, a experiência para a mudança da via de mão dupla para um sentido único mostra que isso aumenta a velocidade em pista única, podendo comprometer a segurança. Diante disso, ele comunicou que irá solicitar aos técnicos da BHTrans um estudo para o bairro e anunciou que, a partir do dia 20 de março, a fiscalização dos estacionamentos de faixa azul no Belvedere será intensificada. E que a questão do transporte de vans também será verificada.

Travessias elevadas

Outra solicitação feita pelos diretores da AABB foi com relação à implantação de travessias elevadas em alguns pontos próximos à Lagoa Seca, como na Rua Juvenal de Melo Senra, após o Banco do Brasil que apresenta um ponto cego. Também foi solicitado a implantação de equipamentos como o “traffic calm” em áreas de grande travessia de pedestre, como em frente ao Salão Splendido. O local possui uma parada de ônibus com cruzamento e passagem constante de pedestre sem semáforo ou sinalização de faixas.

A expectativa da diretoria da AABB é que após a BHTrans verificar os pontos relacionados das demandas, sejam feitos testes para que as mudanças sejam realizadas e alcançado o objetivo esperado, de tornar o trânsito mais rápido e seguro.

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

271

 

Anuncie Aqui2016 05