30 Apr, 2017 Última atualização em 2:22 PM, Apr 27, 2017

DER vai instalar novos radares na MG-030

Publicado em Trânsito
Lido 26 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

Os dois novos equipamentos serão instalados no km 14, entre o acesso ao Colégio Santo Agostinho e o Posto da Polícia Rodoviária, e mais à frente no km 22, no acesso ao Trevo dos Cristais. Anuncio foi feito durante visita do deputado estadual Fred Costa, do prefeito Vítor Penido e do vereador Wesley de Jesus ao novo diretor do órgão, Djaniro da Silva.

Mais dois equipamentos de redução de velocidade, do tipo fixo, estão previstos para serem instalados na Rodovia MG-030 dentro de alguns dias. O anúncio foi feito pelo engenheiro civil Djaniro da Silva, novo diretor-geral do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), durante visita do deputado estadual Fred Costa, do prefeito Vítor Penido e do vereador Wesley de Jesus ao órgão. A ação tem por objetivo aumentar a segurança de moradores e motoristas que trafegam pela rodovia que liga Belo Horizonte a Nova Lima, Rio Acima e Raposos e atende à uma antiga reivindicação do parlamentar.

Segundo o diretor Djaniro da Silva, o DER/MG concluiu o procedimento licitatório para a contratação das empresas de prestação de serviços de instalação, operação e manutenção de equipamentos de fiscalização eletrônica de velocidade no segundo semestre de 2016. E a rodovia MG-030 foi uma prioridade para o início da operação dos radares do novo contrato, a partir das demandas que foram apresentadas e dos inúmeros acidentes ocorridos no trecho que vai da trincheira do Vila da Serra até a entrada a Raposos.

Ainda segundo o diretor, existem atualmente em operação nove equipamentos fixos na rodovia, delimitando a velocidade em 60km/h, sendo alguns deles com leitor automático de placas. Eles estão localizados nos quilômetros 11,8 – 13 – 15,9 – 16,2 – 16,8 – 18,8 – 19 – 26,5 – e 26,6. Os dois novos equipamentos serão instalados no km 14, entre o acesso ao Colégio Santo Agostinho e o Posto da Polícia Rodoviária, e mais à frente no km 22, no acesso ao Trevo dos Cristais.

Entrada do Condomínio Vila Castela

Na ocasião, o deputado Fred Costa reforçou a necessidade de manutenção e cuidados constantes com a via, que já se tornou uma grande avenida por atravessar bairros e inúmeros condomínios e comércio diversificado. Ele lembrou também da necessidade de retirada da lombada próxima à entrada do Condomínio Vila Castela, instalada para atender um pedido dos moradores com dificuldade de acesso ao residencial, e a colocação de um radar fixo, que obrigue os motoristas a reduzir a velocidade no local sem causar incômodos como o barulho provocado pelas caçambas de caminhão ao passar pela travessia elevada.

Fred Costa também agradeceu ao órgão pelo atendimento às demandas apresentadas por ele para a melhoria da via, e as obras que vem sendo executadas pelo órgão desde 2016. Os serviços compreendem o reforço da sinalização e implantação de faixa elevada para travessia de pedestres nos quilômetros 10,5 e 15, próximos aos condomínios Vila Castela e Ville de Montagne, implantação de ondulações transversais e de faixa elevada de pedestres no km 18 – próximo ao Supermercado BH -, no km 18,7 – próximo aos condomínios Residencial Sul, Le Cottage e Vale das Araras -, e ao trevo de Honório Bicalho.

Nos próximos meses, o DER-MG deverá executar mais serviços na MG-030, compreendendo o reforço de sinalização e implantação de faixa elevada para travessia de pedestres no km 18,3 e no km 18,7 (em frente aos condomínios Le Cottage, Residencial Sul e Vale das Araras) da recomposição do dispositivo e manutenção da sinalização.

PontoS de alagamentos

Na ocasião, o prefeito Vítor Penido solicitou ainda a instalação de outros redutores de velocidade, na entrada dos bairros Cristais e Nossa Senhora de Fátima, também visando a segurança de todos os moradores. E, juntamente com o deputado Fred Costa, solicitou ao órgão uma avaliação do trecho próximo ao shopping Ponto Verde e à trincheira do Vila da Serra, locais onde há alagamentos por ocasião de chuvas. O diretor prometeu avaliar os dois pontos para saber se há entupimento de calhas ou se os locais não apresentam canaletas e sistema de escoamento de águas pluviais.

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

258

 

Anuncie Aqui2016 05