18 Aug, 2017 Última atualização em 4:31 PM, Aug 11, 2017

Motoristas ocupam ruas para fugir do Faixa Azul

ESTACIONAMENTO | Moradores reclamam do rotativo permitido para os dois lados da Rua Professor Raimundo Candido, e pedem, no mínimo, mão única ESTACIONAMENTO | Moradores reclamam do rotativo permitido para os dois lados da Rua Professor Raimundo Candido, e pedem, no mínimo, mão única
Publicado em Trânsito
Lido 81 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

Segundo relato, desde que fora implantado o sistema de rotativo, as vias do entorno da Lagoa Seca, como a Rua Professor Raimundo Cândido, estão recebendo todo o contingente de veículos de quem vem para o bairro, mas não quer pagar pelo estacionamento.

Moradores da Rua Professor Raimundo Cândido, uma das mais tranquilas do bairro Belvedere, estão bastante insatisfeitos com a situação da via que tem sido tomada por veículos, nos dois sentidos, durante todo o dia. A pequena rua, de apenas um quarteirão, liga a Avenida Paulo Camilo Pena à Rua João Antônio de Azeredo, no Belvedere III. Segundo relato de moradores, desde que fora implantado o sistema de Faixa Azul, a via vem recebendo um grande contingente de veículos de quem vem para o bairro mais não quer pagar pelo estacionamento rotativo de Faixa Azul.

“Vivemos uma situação nunca antes imaginada na nossa tranquila Rua Professor Raimundo Candido. Desde as primeiras horas do dia os carros chegam e estacionam dos dois lados da via estreita, ocupando todas as vagas e impossibilitando que caminhões como de gás, de lixo reciclado, escolares e outros, estacionem no local. Como não há espaço, a fila dupla é formada  na rua que é de mão dupla”, argumenta a moradora Inara Mello.
Ainda segundo ela, os moradores já observaram que todos os carros ali estacionados são de funcionários de empresas e outros que ocupam escritórios e comércio do bairro.

Sem Faixa Azul

Inara Mello argumenta que sente incomodada pela ocupação da rua e que os moradores pagam altos valores de impostos, como o IPTU, sem, no entanto, conseguir parar na porta de suas casas. Ela lembra que além dos espaços completamente tomados ainda há o desconforto para quem quer sair ou entrar em suas garagens, por causa dos filas duplas que são formadas pelos caminhões de entrega. “Além disso, as pessoas passam correndo pela rua, se exercitando de um lado para o outro, exigindo muita atenção dos motoristas para não causar um acidente grave”, alertou.

Inara solicita uma mudança urgente no trânsito da via, tornando-o em sentido único. Ela também informou que é contra a instalação do Faixa Azul, uma vez que os moradores já pagam valores muito altos para morarem ali. “Penso que do jeito que está não dá para continuar e alguma coisa precisa ser feita. Temos que ter pelo menos um local para carga e descarga urgente”, reiterou a moradora.

A situação relatada pela moradora também se repete em outras vias no entorno da Lagoa Seca. Alguns moradores reclamam que não podem parar em frente ao Banco do Brasil para realizar seus pagamentos, e isso gera certa insegurança.

A instalação do sistema de estacionamento rotativo em ruas do bairro foi feita através de solicitações de moradores à Associação de Amigos do Bairro Belvedere (AABB). Além dos espaços de parada criados, a AABB também solicitou a mudança de sentido de várias ruas no bairro, principalmente, próximas ao entorno da Lagoa Seca, visando otimizar o trânsito local.

Com a palavra, a BHTrans!

Fiscalização avança para garantir o encerramento de atividades ilegais

Depois de realizar uma fiscalização que tinha objetivo educacional e de verificação de documentos dos estabelecimentos da região do Vila da Serra, a gestão municipal de Nova Lima está intensificando as ações na cidade.
No mês passado, a Prefeitura iniciou a emissão de notificações contra irregularidades cometidas por comerciantes e ambulantes na região do Vila da Serra. Nesta nova etapa, todos os materiais irregulares foram apreendidos e os estabelecimentos em desconformidade com a lei, autuados para regularização, sob pena de serem fechados.

A ação conjunta integra um plano global que abrange as secretarias de Fazenda, Meio Ambiente, Planejamento e Gestão, Saúde, Obras e Serviços, além de Segurança, Trânsito e Transportes Públicos, e conta com o apoio da Polícia Militar. A Comissão de Fiscalização se reúne periodicamente para avaliar a efetividade e o aprimoramento das ações e tem como atribuição principal fazer valer os códigos Tributário Municipal e de Posturas, além das legislações sanitárias, ambientais e outras vigentes.

Leitor denuncia estacionamentos irregulares no Vila da Serra

Próximo ao Belvedere, no Vila da Serra, a situação do trânsito também está deixando moradores e comerciantes inconformados. Em email enviado à redação do BELVEDERE, o leitor Hélio José Zaramella conta com alugou, recentemente, uma loja na Alameda da Serra e constatou “que existe um mercado paralelo para uso das faixas da Prefeitura de Nova Lima, como reserva de faixas com cobrança por fora”. Além disso, continua ele, há o “uso constante de faixas para deficientes por pessoas não portadoras de necessidades especiais de mobilidade, simplesmente para irem a um salão de beleza, lavanderias, etc. “.

Segundo o empresário, o espaço está sendo utilizado durante todo o expediente, inclusive com as faixas para idosos sendo usadas indiscriminadamente: “É preciso moralizar o uso do estacionamento na Alameda, visto que a Prefeitura de Nova Lima também está sendo lesada junto com a população, sob a conivência de fiscais do estacionamento, etc. Não basta gritar ‘fora corruptos’ se somos também quando vemos a corrupção e ficamos calados”, declarou.

Trânsito na Nossa Senhora do Carmo ficará complicado até outubro

Motoristas que trafegam pela avenida para acessar a Savassi e o Centro estão enfrentando congestionamentos diários devido as obras de recuperação da galeria do Córrego Acaba Mundo. BHTrans liberou a faixa exclusiva para os motoristas até o término das obras em outubro.

Desde o último dia 17 de julho, os motoristas que têm que acessar o Centro de BH e os bairros Savassi e Funcionários pela Avenida Nossa do Carmo estão enfrentando um trânsito pesado, especialmente, em horário de pico. Os congestionamentos diários são devidos as obras que estão sendo realizadas na Avenida, próximo à Avenida do Contorno, no bairro Carmo-Sion.

Por este motivo, desde o último dia 4 de agosto a pista exclusiva para os ônibus da Nossa Senhora do Carmo, foi aberta aos motoristas que trafegarem no sentido bairro/Centro. A liberação ocorrerá de 15h às 21h, que, de acordo com a BHTrans, é o horário de maior fluxo de veículos seguindo para região central.

Mesmo assim a BHTrans está recomendando aos motoristas que deixam o Belvedere e os condomínios de Nova Lima no sentido Centro que optem pela Avenida Raja Gabaglia, que mesmo enfrentando alguns pontos de lentidão, é a melhor opção.

Segundo a Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) as obras são para realizar mais uma fase das obras de recuperação estrutural da galeria do Córrego Acaba Mundo. O novo trecho está situado na Avenida Nossa Senhora do Carmo, entre a Rua Uruguai até próximo à Avenida do Contorno. O trabalho atualmente se concentra na pista dos veículos que descem em direção à Savassi. A obra visa garantir a estabilidade e a funcionalidade do sistema de drenagem pluvial e a integridade das vias ao longo dos córregos. A previsão de término é em outubro deste ano.

“Realmente, o trânsito está muito difícil na Nossa Senhora do Carmo. Sempre enfrentei o tráfego pesado na Curva do Ponteio e, agora, além deste ponto, temos o congestionamento mais embaixo no Carmo-Sion. Sou obrigado a fazer este trajeto, pois trabalho na Savassi. Se tento sair pela Patagônia, encontro um trânsito infernal, além do trecho ser bem apertado, de faixa única”, relata o empresário e morador do Belvedere, Carlos Antônio dos Santos.

Última modificação em Sexta, 11 Agosto 2017 11:36
Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

265

 

Anuncie Aqui2016 05