21 Oct, 2017 Última atualização em 6:38 PM, Oct 9, 2017

Univiva luta em busca de solução para os problemas da Rua Orozimbo Nonato

projeto viário | A esquina da Trincheira da MG-030 com rua Orozimbo Nonato é ponto de constante retenção do tráfego nas horas de pico projeto viário | A esquina da Trincheira da MG-030 com rua Orozimbo Nonato é ponto de constante retenção do tráfego nas horas de pico
Publicado em Urbanismo
Lido 623 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

Por Paulo Barbosa

Frequentemente, recebemos reclamações de moradores incomodados por problemas que parecem não ter solução. São pagadores de impostos que não são ouvidos, individualmente, pelo poder público.

É o caso das famílias residentes na Rua Ministro Orozimbo Nonato, no Vila da Serra. Para quem não conhece bem a região, essa rua começa na rodovia MG-030, à direita da Trincheira das Seis Pistas, e dá acesso a vários edifícios comerciais e residenciais, além da Faculdade Milton Campos, da Fiat e da Torre Alta Vila.

E quais são essas principais demandas? Reunindo com os moradores levantamos:

• Primeiro - A retenção do tráfego nas horas de pico;
• Segundo - Os veículos estacionados em local proibido;
• Terceiro - As ruas esburacadas e;
•  Quarto - O ruído provocado pelas carretas de minério durante toda a madrugada.

Com relação às retenções em horário de pico, a UNIVIVA, juntamente com a Prefeitura Municipal de Nova Lima, buscou viabilizar um projeto viário elaborado pela Associação dos Empreendedores do Vila da Serra. As simulações ao computador estimam reduzir para pouco mais de três minutos os atuais 45 minutos de espera na fila que se forma na descida da rua nos finais de tarde. O projeto já foi previamente aprovado pelo DEER e deve ser implementado em breve, tão logo sejam feitos os pequenos ajustes solicitados pelo órgão.

Para os veículos estacionados em local proibido e para os buracos no asfalto, levamos a solicitação à Prefeitura de Nova Lima. A “buraqueira” já foi tapada e a Guarda Municipal tem agido, com autuação e remoção dos veículos infratores. Essas ações devem ter a constância necessária para “educar” motoristas que, no afã de solucionarem os próprios problemas, não se importam em causar enormes danos à coletividade.

Já a questão das carretas - tema que vem sendo abordado com insistência pelo JORNAL BELVEDERE por sua gravidade - é de complexa solução. As carretas não respeitam o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público de Minas e a Justiça não parece ter força suficiente para fazer cumprir a lei.

Enquanto a solução definitiva não vem, a UNIVIVA apresentou uma petição ao DEER para substituir por radares os quebra-molas da rotatória de acesso aos Condomínios Vila Castela e Village Terrasse. Nossa expectativa é que o excessivo ruído das carretas - que varam as madrugadas pela rodovia MG-030 passando vazias em alta velocidade sobre os redutores de velocidade - caia de forma a permitir o justo sono daqueles que habitam as margens da rodovia.

Jornal Belvedere

Artigos assinados são de inteira responsabilidade do autor. Não expressando, portanto, a opinião da redação do Jornal Belvedere.

Folhear Última Edição

269

 

Anuncie Aqui2016 05