Ambiente propício para receber novos negócios e formação de talentos inovadores

Publicado Quarta, 28 Novembro 2018 12:34
Clausy Gomes: Secretária de Desenvolvimento, Trabalho e Renda de Nova Lima © Foto: Divulgação/Welington de Oliveira / Cedida PNL Clausy Gomes: Secretária de Desenvolvimento, Trabalho e Renda de Nova Lima © Foto: Divulgação/Welington de Oliveira / Cedida PNL

A região Vila da Serra e Vale do Sereno, devido à infraestrutura, qualidade de vida e proximidade com Belo Horizonte, tem recebido os 50% dos novos empreendimentos de Nova Lima.

A região do Vila da Serra e Vale do Sereno, em Nova Lima, se destaca pela atração de empresas nas áreas de saúde, inovação e tecnologia. Como importante polo de desenvolvimento, a região recebe, hoje, 50,67% de todos os novos empreendimentos inscritos no município que escolhem os bairros pela infraestrutura, qualidade de vida e proximidade com a capital, Belo Horizonte.

De acordo com a secretária municipal de Desenvolvimento, Trabalho e Renda de Nova Lima, Clausy Gomes, o Vila da Serra é a região do município que mais cresceu nos últimos anos. “Em 2017, instituímos no Vila da Serra o Distrito de Inovação, em parceria com o Sindicato das Empresas de Informática de Minas Gerais e com a Fiemg, amparados na concentração de inteligência, tecnologia e criatividade características da região. Nosso objetivo foi aproveitar todos esses fatores econômicos e atores pré-dispostos a crescer na e com a Regional Vila da Serra”, ressalta.

A instalação do ID Vila da Serra visa fortalecer a identidade da região como ambiente propício para receber negócios e talentos inovadores.  O objetivo é formalizar e reconhecer as pessoas, cultura e estrutura de negócios que constituem um ambiente com DNA inovador nos bairros. “Acredito que o principal incentivo é o próprio ambiente e a estrutura local de negócios. O acesso que a serviços e conhecimentos que o ID possibilita em âmbito local por si só já é um forte atrativo”, reafirma Clausy Gomes.

Banco de Talentos

Assim como nos bairros Vila da Serra e Vale do Sereno, a Prefeitura de Nova Lima também tem atuado em outras frentes para fortalecer a economia, atrair novas empresas e ampliar a empregabilidade da mão de obra local. Exemplo prático é a Política Pública de Empregabilidade, por meio do Programa Conexão Profissional com serviços que atendem tanto quem necessita de emprego quanto quem tem dificuldade para encontrar um profissional. “O nosso Banco de Talentos oferece o serviço de cadastro do profissional nova-limense, além da ajuda de psicólogos para elaboração do currículo e orientação sobre como se comportar em entrevistas para processos de seleção. Já para as empresas, o serviço contribui para diminuir os custos, já que o programa realiza etapas para selecionar o perfil do candidato solicitado” ressalta.

De acordo com Clausy Gomes, a Prefeitura de Nova Lima conta com 154 empresas fidelizadas, que têm a oportunidade de divulgar, gratuitamente, suas vagas de trabalho. “O custo mensal dos serviços de contratação no mercado privado é de R$ 60 por pessoa. Com o trabalho já realizado, o Banco de Talentos gerou mais de R$ 3 milhões de serviços gratuitos para os cidadãos. Esse é o nosso papel. Intermediar e ajudar as empresas a encontrarem o profissional que procuram”.

Para encontrar o candidato adequado, a Administração Municipal recorre ao banco que conta com mais de 7.000 profissionais cadastrados. Desde sua implantação em 2017, 2.769 vagas de emprego foram intermediadas e aproximadamente 1.700  nova-limenses foram contratados através destas intermediações. 

Com o foco na empregabilidade e, consecutivamente, no crescimento da economia, o próximo passo para o desenvolvimento local está no trabalho com os jovens. “Levando em consideração que mais de um terço da população mundial nasceu depois de 2001 e estarão completando a maioridade de 18 anos em 2019, iremos voltar o nosso olhar para essa juventude de modo a prepará-la para o mundo do trabalho. Nosso propósito é gerar mais chances de trabalho e renda e mais força para a cidade, como hub de talentos e organizações que se atualizam, geram riquezas e reduzem as desigualdades sociais”, diz Clausy Gomes.

Segundo a secretária, esse trabalho será feito por meio de workshop em grupo e dinâmicas, organizados conforme o ano escolar do jovem, com temáticas comportamentais, como: a compreensão do mercado de trabalho e profissões, a preparação para a carreira por meio do autoconhecimento para potencializar competências, vocações e planejamento de carreira. “Não temos como fugir do ambiente de inovação e, desta forma, precisamos trabalhar com essa geração para que se posicionem de forma positiva e atuante no mundo do trabalho, contribuindo com o desenvolvimento local”.

Comprar Bem

A Prefeitura de Nova Lima também aposta na participação de empresas locais em licitações da Administração Pública como forma de aquecer a economia. O Programa Comprar Bem acaba de ser premiado no X Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor concedido a prefeitos que implementam projetos com resultados positivos e que impactam na vida dos pequenos comerciantes locais. “Nosso intuito é manter o dinheiro no município por meio da capacitação de pequenos e microempreendedores sobre os processos licitatórios. Com isso, já contabilizamos R$ 13 milhões de compras públicas municipais em empresas locais, desde agosto de 2017”, finaliza Clausy Gomes.

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!