Novas Centralidades de Nova Lima atraem crescimento para o Vetor Sul

Publicado Quarta, 28 Novembro 2018 12:38
Edifício Atlanta: Na Alameda Oscar Niemeyer o comércio tornou-se um dos ícones do Vila da Serra Edifício Atlanta: Na Alameda Oscar Niemeyer o comércio tornou-se um dos ícones do Vila da Serra

Com o conceito de viver e trabalhar com qualidade de vida, as regiões do Vila da Serra e Vale do Sereno, além do Jardim Canadá e Alphaville Lagoa dos Ingleses, despertam o interesse de novos moradores e dos empreendedores que apostam em prestação de serviços e na diversidade gastronômica.

O crescimento do Vetor Sul parece estar longe de terminar. Regiões como o Vale do Sereno e os Jardins – Naves e Mangabeiras – ainda vão receber empreendimentos e infraestrutura de instalação. No Vale do Sereno, o Serena Mall puxou o desenvolvimento local antes mesmo da instalação das primeiras edificações do bairro, os edifícios Sol e Terra, o Colégio Santo Agostinho e a instalação do Vale dos Cristais. O complexo de compras está todo ocupado e oferece também uma diversificação de serviços.

A ocupação dessa região com espaços de lazer mais generosos, com mais de 50 itens de lazer, com apartamentos projetados a favor do convívio familiar, como as varandas que deixam de ser simples sacadas e recebem aconchegantes espaços gourmet, atraíram pessoas e empresários que buscavam morar e trabalhar próximo de casa. Vias arteriais ganharam conotação dentro dessa mancha de ocupação. A Rua Ministro Orozimbo Nonato, único acesso à Fiat, Faculdades Milton Campos, escritórios e residências, puxou uma parte do comércio para si.

O mesmo pode ser visto na Alameda Oscar Niemeyer, onde a via se tornou tão importante que conta com a Associação dos Lojistas e Comerciantes da Oscar Niemeyer (ALCON), uma entidade sem fins lucrativos que surgiu de uma iniciativa dos lojistas com foco na melhoria continua dos serviços prestados na região e na formação. A ALCON também contribui para a formação de um elo entre lojistas, empreendedores, poder público e outros segmentos.

Para a presidente da ALCON, Maria Aparecida Esteves de Miranda, “a região se transformou num objeto de desejo para quem busca o conceito de viver e trabalhar com qualidade de vida. Passear na Alameda faz parte do programa das famílias que escolheram Nova Lima para morar, trabalhar e saborear a diversidade gastronômica da região”. Segundo ela, a Alameda Oscar Niemeyer vai receber em breve um belíssimo projeto de revitalização. O estudo, custeado pela empresa Vila da Serra Empreendimentos, ALCON e Associação dos Empreendedores contempla a recuperação e revitalização de toda a Alameda Oscar Niemeyer, desde a Trincheira da MG-030 até a rotatória da Alameda do Morro.

O projeto prevê calçadas com uma padronização com desenhos no piso, iluminação pública com novas luminárias em LED e fiação subterrânea, plantio de diversas palmeiras imperiais, entre outros. Todo o mobiliário urbano (bancos, lixeiras e outros) será renovado. “Será criada uma nova identidade para esses equipamentos, que passam a dar uma uniformidade para o local”.

Jardim Canadá e o Alphaville Lagoa dos Ingleses

Em outro ponto do Vetor Sul, o Jardim Canadá e o Alphaville Lagoa dos Ingleses, a ocupação também é expressiva, com um importante acelerador de crescimento que é a Centralidade Sul (CSul), o maior projeto de desenvolvimento urbano do Estado de Minas Gerais.

De acordo com a Junta Comercial, a Regional Vila da Serra concentrou o maior número de inscrições e novas empresas no primeiro semestre de 2018, seguida pelo Jardim Canadá, Alphaville Lagoa dos Ingleses. As três juntas concentraram pouco mais de 87% das novas inscrições municipais no período.

O Vila da Serra obteve 118 inscrições (50,67%), seguido do Jardim Canadá com 69 (20,75%), Vale do Sereno com 46, Alphaville Lagoa dos Ingleses com 21 (6,47%). Os dados ainda são mais expressivos quando se compara o número de empresas instaladas no Vila da Serra e no Centro de Nova Lima. De acordo com atualizações do cadastro, até esse mês de novembro, o Vila da Serra concentrou 2.311 empresas enquanto que no centro da cidade atingiu 2.885. Isso mostra o desenvolvimento da região, aproximando da área central nova-limense em termos de cadastro de pessoa jurídica.

Dados de um estudo feito em 2017 mostra que o Villa da Serra possui 7.659 imóveis. Mas, esse protagonismo ainda tem muito a avançar, de acordo com as ocupações do Vale do Sereno, dos novos bairros e da Centralidade da Lagoa dos Ingleses. 

Somente o Vale do Sereno possui uma área residencial de 351.047 m2 e comercial de 84.421 m2. Isso possibilita, segundo projeções, a instalação de 2.832 apartamentos e 1.688 salas, se levado em conta o coeficiente construtivo e área líquida.

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!