Copasa moderniza parte da rede de esgoto ao lado da Lagoa Seca

Publicado Quinta, 25 Janeiro 2018 11:01
Tubulação: Obra vai modernizar parte da rede de esgoto sanitário Tubulação: Obra vai modernizar parte da rede de esgoto sanitário

Trecho da Rua Juvenal de Melo Senra, ao lado da Praça, está recebendo novas instalações com tubos mais resistentes e com maior vazão. Obra pode solucionar lançamento de água servida na Lagoa Seca.

Um problema que tem causado incômodo para moradores do entorno da Praça Lagoa Seca, no Belvedere, está prestes a ser resolvido. Pelo menos. A Companhia de Saneamento de Minas Gerais  (COPASA) está modernizando e ampliando a capacidade da rede coletora de esgotamento sanitário na Rua Juvenal de Melo Senra. A obra é reivindicada há anos pela Associação de Amigos do Bairro Belvedere (AABB), que chegou acionar a Promotoria de Meio Ambiente do Ministério Público de Minas Gerais por providências no sentido de dar os devidos encaminhamentos para que fossem sanados os problemas de lançamento de água servida em alguns pontos da Lagoa Seca.

As obras estão sendo executadas pela empreiteira Revemo Engenharia, contratada pela Copasa. O serviço compreende a nova tubulação de coleta de resíduos sanitários com extensão de 360 metros, interligando o ponto de escoamento que fica em frente ao edifício do BH2 Mall, pelo lado da Lagoa Seca, até a adutora que está na BR-356, no lado do Alta Lúcia. Os funcionários da Revemo estão escavando uma vala de 60 centímetros de largura por 2,20 metros de profundidade para a instalação da nova rede com tubos de polietileno, que são mais resistentes e com maior vazão. “O nosso trabalho aqui é a instalação da tubulação de esgotamento sanitário em 360 metros de cumprimento. Estamos fazendo uma nova linha de tubulação. A antiga, que está do outro lado da rua é toda em manilhas e está sucateada devido ao tempo de uso. Este trecho será interligado ao sistema de esgotamento sanitário que já existe no bairro”, explicou o encarregado de Obras, Osmar Gomes.

Problemas na rede

Um técnico da Copasa que acompanhava a obra, que preferiu não se identificar, disse que os estudos realizado confirmaram que a rede de manilha tem pontos danificados devido ao tempo de uso e que possui um diâmetro muito estreito.

Com estes problemas os resíduos sólidos lançados indevidamente nas redes de esgoto provocam inúmeros problemas operacionais, pois entopem a tubulação e impedem a passagem do esgoto e podem causar o refluxo, podendo até provocar o rompimento da rede.

Outro problema relatado pelo técnico é que as águas de chuva interligadas indevidamente nas redes de esgoto provocam um aumento muito grande da vazão nas tubulações.

O JORNAL BELVEDERE procurou a Copasa, por intermédio de sua Assessoria de Imprensa, para saber mais detalhes das obras e se esta resolveria a grande quantidade resíduos, e ainda sanar os problemas de lançamento de água servida em alguns pontos da Lagoa Seca.

Em nota a empresa limitou-se a informar que “as obras que estão sendo realizadas no bairro Belvedere, em Belo Horizonte, são de melhorias e ampliação do sistema de esgotamento sanitário da região. E que a Companhia esclarece que não há lançamento de esgoto na Lagoa Seca”.

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!