Prefeitura anuncia cronograma de obras para melhorar trânsito no Vila da Serra

Publicado Sexta, 11 Janeiro 2019 12:12
Trânsito: Motoristas estão desrespeitando o sentido de circulação e causando transtornos © Foto: Divulgação/Vinícius Leon Trânsito: Motoristas estão desrespeitando o sentido de circulação e causando transtornos © Foto: Divulgação/Vinícius Leon

Motoristas desrespeitam à sinalização horizontal no encontro da Rua Ministro Orozimbo Nonato com a Trincheira, causando muitos transtornos no trânsito na região. Prefeitura de Nova Lima tem acompanhado a situação e garante que esses problemas são temporários. Intervenções estão sendo realizadas na região para ordenar o trânsito. Os trabalhos prosseguem até o final do ano.

A instalação de tachões refletivos – ou tartaruga – ao longo da Rua Ministro Orozimbo Nonato, no Vila da Serra, acabou gerando muita reclamação de moradores. Os dispositivos, instalados para canalizar o tráfego e garantir o fluxo de veículos na rua para resolver o gargalo na entrada da rotatória da trincheira, acabaram sendo ignorados por vários motoristas, inclusive de ônibus e caminhões, depois da retirada da Guarda Municipal do local. Com o desrespeito à sinalização horizontal, a confusão foi instalada e o trânsito foi comprometido. A Prefeitura de Nova Lima anunciou que este problema será temporário e que em fevereiro começam as obras para melhorar o trânsito na região.

Segundo informou a secretária da Unidade Vila da Serra da Prefeitura de Nova Lima, Lílian Viana, o objetivo era atender de imediato às solicitações de moradores que ficavam longos períodos presos em um engarrafamento que vinha desde a Torre Alta Vila até a Trincheira, e também para nortear as pessoas sobre o novo sentido do trânsito quando forem implantadas as obras viárias da trincheira e as novas mudanças no tráfego na MG-030.

O administrador Maurício Zanon, morador na referida rua, disse que a confusão foi maior depois da retirada da Guarda Municipal. Segundo ele, vários motoristas de Uber e outros vindos de várias regiões da cidade ignoraram a sinalização, respeitaram o trajeto e promoveram a desordem, colocando em risco a segurança de todos ao invadir a contramão e ultrapassar em locais impróprios.

Segundo Zannon, o pior horário do trânsito na Rua Orozimbo é o de pico, entre às 17 horas e às 19 horas. E, que nessa época de férias, com fluxo menor de veículos, chega a ser desnecessário fazer o retorno na entrada do Condomínio Vila Castela, embora o trajeto esteja sendo respeitado. Para ele, a mudança foi válida, mas acarretou em outro problema ao deslocar um fluxo maior para a MG-030, com filas de carros esperando para fazer o retorno em frente ao condomínio, em direção ao Vila da Serra. Para Maurício, a prefeitura deveria realizar as obras ou acessos nessas intercessões para depois desviar o trânsito. “Para mim, o que falta mesmo é uma gestão mais efetiva. Tudo aqui é feito a partir das reclamações de moradores. Felizmente, estamos sendo atendidos, mas o ideal seria que a gestão municipal planejasse a cidade pensando na ocupação dos espaços e na mobilidade necessária. Se houver um olhar diferente para os problemas dessa região ela irá se desenvolver mais e puxará o crescimento da cidade”, explicou.

A pedagoga e advogada Júlia Rios Pimenta Nogueira, moradora do Edifício Monticiello, disse que alguma coisa precisava ser feita no local e que a instalação dos tachões aliviou muito o trânsito local. “O pior era na hora do rush, mas essa intervenção ajudou bastante. O maior problema agora é mesmo a fila que se forma na rodovia em frente ao Vila Castela. Ou seja, varreram o trânsito para a rotatória do condomínio sem antes encontrar uma solução de engenharia para esse retorno sem a formação dessas filas. Entendo que é normal piorar para uns para melhorar para o coletivo, e por isso torço para dar certo”, explicou.

Em março, as intervenções no Trevo do Vila Castela

O secretário de Planejamento de Nova Lima, André Rocha, lamentou a desordem que foi instalada com a instalação dos tachões e a retirada da Guarda Municipal. Ele explicou que a presença do efetivo no local ordenava o trânsito, mas o impedia de exercer sua função principal que é manter a ordem pública e a segurança de todos. Ele ressaltou “que toda mudança causa mesmo certo desconforto e dificuldade de adaptação. Mas, que o objetivo principal é promover a melhoria do trânsito e o bem-estar de todos”.

André Rocha explicou que essa foi a primeira medida adotada de um projeto maior que deverá ser concluído até o final desse ano. De acordo com o cronograma físico de obras apresentado por ele, o projeto executivo viário deverá ficar pronto até o final desse mês. “O projeto estrutural de fechamento da trincheira terá início em fevereiro e ficará pronto em abril. Até o final desse mês serão concluídas a sinalização horizontal da Rua Ministro Orozimbo e a sinalização horizontal do km 10 ao km 14 da MG-030. Em fevereiro, será executada a sinalização vertical no km 10 do Trevo do Serena Mall. A partir de março iniciam as intervenções no Trevo do Vila Castela e em abril serão realizadas as do Serena Mall. Já as intervenções na trincheira serão iniciadas em julho e seguem até o mês de dezembro”, informou.

André Rocha ressaltou que a prefeitura vai atuar de forma a amenizar todos os problemas causados pela obra. “A rotatória não será interrompida nem o fluxo dentro da trincheira. Será uma obra no meio de uma rua em pleno funcionamento. As vigas usadas, por exemplo, serão metálicas e deverão ser instaladas à noite, com o trânsito amenizado”, informou.

A obra de fechamento da trincheira e intervenções na MG-030 foram contempladas no Termo de Compromisso (TC) assinado entre a Prefeitura, a Construtora Caparaó, a Tishman Spyer e empreendedores do Vila da Serra e Vale do Sereno. Pelo TC, a Associação de Empreendedores do Vila da Serra e Vale do Sereno (AVS) será responsável pelo projeto, gestão de recursos e execução da obra, cabendo apenas à prefeitura fiscalizar todo o processo da edificação e os prazos de execução.

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!