Escola investe em espaço pet para ensinar alunos a cuidarem dos animais

Publicado Sexta, 10 Agosto 2018 13:14

Um ambiente recém-inaugurado na Bilboquê incentiva o afeto pelos bichinhos

Muito mais do que juntar as letrinhas ou noções básicas de matemática, uma escola pode – e deve – ensinar os alunos sobre o cuidado com o meio ambiente. A aula do professor não precisa se restringir à preservação da água, consumo sustentável ou preservação do verde. Hoje, uma verdadeira educação ambiental também deve instruir as crianças a respeitarem e cuidarem dos animais: dos cães e gatos que moram na rua, do passarinho que pousa nos fios elétricos e até mesmo da joaninha que vive no quintal.

Pensando nisso, a escola Bilboquê do Gutierrez inaugurou, há dois meses, um espaço pet. Em uma sala toda decorada, os pequenos têm a chance de se transformarem em veterinários e brincarem com bichinhos de pelúcia que “demandam” cuidados.

Maca, estetoscópio, injeções e uma maleta de remédios são alguns dos objetos que as crianças têm em mãos para tratarem os animais. A proposta, segundo a diretora pedagógica Maria Claret Lamounier Elias, é que por meio do faz de conta, os alunos desenvolvam o senso de cuidado e zelo com os bichinhos.

Professora do 1º período, Alessandra Márcia Diniz de Saraiva garante que as atividades no espaço pet têm sido um sucesso entre a meninada. Pelo menos uma vez na semana, os estudantes da turma de 4 e 5 anos deixam a sala de aula tradicional para uma atividade no local.

“Eles brincam de olhar as pálpebras dos bichinhos de pelúcia, pedem para abrir a boca, conferem a respiração, escutam o coração. Parece que repetem com os brinquedos o que veem os pediatras fazendo com eles mesmos”, afirma.

Embora a atividade possa parecer um mero passatempo, a professora Alessandra garante que muitas lições valiosas são aprendidas ali: além de aprenderem a tratar os animais com amor e afeto, os alunos passam a dar esse mesmo tratamento aos que estão a sua volta.

“Isso é simbologia”, esclarece a diretora Maria Claret. “As crianças repetem esse comportamento no dia a dia, transferindo esse amor aos colegas, aos pais, aos irmãos”, complementa.

A ideia de criar o espaço pet, segundo a diretora, veio de escolas internacionais. Em cada viagem para fora do Brasil, ela tenta visitar instituições de ensino para descobrir o que de mais moderno existe lá fora e que também pode ser aplicado na escola Bilboquê.

“Hoje, muitas crianças vivem em apartamentos pequenos onde sequer há espaços para um animal. Eles só são vistos na TV, no zoológico ou quando passeiam em uma fazenda, por exemplo. No entanto, sabemos que é importante estimular os pequenos a terem uma relação saudável com os bichinhos e, como escola que se preocupa com a formação humana dos alunos, resolvemos ensinar sobre o cuidado que esses seres merecem ter”.

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!