As múltiplas linguagens da educação

Publicado Quinta, 24 Janeiro 2019 17:15
Conectados: Os alunos, acostumados com o ritmo acelerado das transformações, estão atentos aos movimentos globais © Foto: Divulgação/Carol Reis/Cedida Fundação Torino Conectados: Os alunos, acostumados com o ritmo acelerado das transformações, estão atentos aos movimentos globais © Foto: Divulgação/Carol Reis/Cedida Fundação Torino

Instalada no Belvedere, a Fundação Torino, considerada uma das melhores escolas bilíngue do Estado, trabalha com os alunos a “vivência internacional, com as disciplinas de uma escola europeia e o convívio com a diversidade cultural. É o que de fato vai prepará-los para atuar em um mercado profissional que demanda cada vez mais a rica colaboração entre os diversos”, ressalta a diretora-geral da Fundação Márcia Naves.

Com o mundo cada vez mais conectado e com o ritmo acelerado das transformações, estar atento aos movimentos globais e ter a capacidade de antecipá-los, independente do país em que se vive, são competências chave do profissional contemporâneo. Cada vez mais, solicita-se às escolas a criação de experiências de ensino que permitam aos alunos uma aprendizagem colaborativa.

A Fundação Torino Escola Internacional, com o ensino do português, italiano, inglês e espanhol na sua grade escolar, objetiva a formação de cidadãos do mundo. “Expomos nossos alunos à diversidade cultural por meios de intercâmbios, viagens, projetos e interação com estrangeiros. Essa vivência internacional, com as disciplinas de uma escola europeia e o convívio com a diversidade cultural, é o que de fato vai prepará-los para atuar em um mercado profissional que demanda cada vez mais a rica colaboração entre os diversos”, ressalta Márcia Naves, diretora-geral da Fundação.

Esse processo é altamente assimilado pelos estudantes, que transitam com fluência em idiomas diferentes nas diversas áreas do conhecimento. “Temos observado que, no decorrer da vida escolar, além de adquirirem uma capacidade maior para aprender novas línguas, os alunos, muitas vezes expostos a informações conflitantes, desenvolvem vantagens cognitivas como atenção e autocontrole. Sabemos que o pensamento integrativo, ou seja, a capacidade de lidar com a complexidade a partir da razão e da emoção, da ciência e da arte, é uma das competências necessárias para atuar neste milênio. É nisso em que acreditamos e podemos observar que os impactos são altamente positivos”, pontua.

Por se tratar de uma escola internacional, ainda surgem dúvidas sobre como o português é trabalhado. É, no entanto, importante ressaltar que as aulas de português e suas literaturas são enriquecidas com as conexões com outros idiomas e culturas. Foi justamente na disciplina de Língua Portuguesa que surgiram dois grandes projetos literários da Escola: a revista Carpe Diem e o Atentado Poético – dedicado a trabalhar a literatura em diálogo com outros temas como artes plásticas, teatro e música. Além disso, as “Divinas Conversas”, evento que traz grandes escritores brasileiros e estrangeiros para conversarem com os alunos e com o público, é outra iniciativa que valoriza o universo linguístico e literário. “Aqui há também uma paixão pela língua portuguesa e o aprendizado é consequência de tudo isso”, afirma a diretora. Márcia conta que os alunos, cuja maioria têm o português como língua nativa, são assíduos frequentadores da biblioteca da escola e buscam livros em diversos idiomas. “É comum, a partir da leitura de um livro escrito em inglês ou italiano, eles se apaixonarem pela literatura e buscarem livros em português e vice-versa”.

Avançando no ensino da língua para as necessidades futuras dos estudantes, foi introduzida na grade curricular, em 2016, a Linguagem de Programação. E agora, em 2019, eles poderão experimentar e prototipar o que aprenderam nessas aulas no espaço maker, que será inaugurado em fevereiro.

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!