Terça, 12 Março 2019 19:36

Um capítulo que não pode ser escrito

Paulo André Mendes / Geógrafo e jornalista, colaborador da ArcaAmaserra / www.amaserra.org Olá, leitor! Hoje voltarei um pouco à história, cada vez mais triste, das barragens de lama. A recente tragédia de Brumadinho nos remeteu a todos de imediato à tragédia de Mariana – tanto pela magnitude dos danos quanto pela proximidade no tempo. Pois, o intervalo entre elas foi de apenas três anos. Mas vale a pena lembrar o leitor de uma coisa: ao longo das últimas duas décadas nós tivemos, aqui em Minas Gerais, muitas outras situações graves envolvendo essas barragens de rejeitos. A primeira delas foi na nossa região: em 2001, em Nova Lima, uma das barragens de rejeitos de minério de ferro da hoje extinta Mineração Rio Verde ruiu. A lama desceu pelo vale do Córrego dos Macacos, devastando 80 hectares de Mata Atlântica. O rompimento causou a morte de cinco empregados da companhia. Logo depois, em 2003, em Cataguases, o rompimento de uma barragem destinada a conter rejeitos da produção de celulose causou o vazamento de mais de 500 mil m2 de resíduos orgânicos e soda cáustica. O material chegou aos rios Pomba e Paraíba do Sul. Os prejuízos aos ecossistemas e ao abastecimento de água na região foram expressivos. Quatro anos se passaram, até que em 2007 uma barragem de rejeitos de mineração se rompeu na região de Miraí. O desastre causou o vazamento de 2.300.000 m2 de uma mistura de água, argila, bauxita e sulfato de alumínio nos rios da região. A onda de lama deixou 4.000 pessoas desabrigadas. É importante lembrar que no ano anterior a mesma barragem havia apresentado problemas, e lançado 400.000 metros cúbicos de resíduos no rio Muriaé. O próximo capítulo dessa novela infeliz teve como cenário a região de Itabirito. Em 2014, o rompimento de uma barragem de rejeitos de processamento de minério de ferro soterrou trabalhadores e veículos. Três funcionários da mineradora Herculano morreram. No ano seguinte, 2015, foi a vez de Mariana. Um distrito inteiro da cidade destruído. 19 mortos. E mais de 50 milhões de metros cúbicos de rejeitos lançados na bacia do rio Doce. Agora todos se perguntam: haverá um novo capítulo? As candidatas Logo em seguida à tragédia de Brumadinho foi divulgada uma relação oficial de barragens classificadas como de alto risco de rompimento. Quatro dessas cinco barragens estão localizadas nas proximidades de Belo Horizonte: as duas barragens da Mundo Mineração (em Rio Acima), a barragem 2 da Mineração Aredes (em Itabirito) e a barragem Água Fria, da Topázio Imperial Mineração (em Ouro Preto). Mas há várias outras barragens causando medo, como a barragem de Casa de Pedra, da Companhia Siderúrgica Nacional (em Congonhas) e a barragem de Gongo Soco, operada pela Vale (em Barão de Cocais). O cenário não é bom. Esperamos que desta vez algo concreto e efetivo seja feito, e que um novo capítulo dessa história jamais seja escrito.
Publicado em Meio Ambiente
Segunda, 26 Março 2018 20:26

Arborização em residências

Vânia Oliveira / Paisagista / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. • www.promutuca.com.br • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicado em Meio Ambiente
Segunda, 26 Março 2018 20:21

A revegetação da Serra da Calçada

Paulo André Mendes / Geógrafo e jornalista, colaborador da ArcaAmaserra / www.amaserra.org

Nesta edição da coluna conversaremos com a professora Maria Rita Scotti Muzzi, do Departamento de Botânica da Universidade Federal de Minas Gerais. A professora Maria Rita pesquisa e executa a recuperação, com espécies nativas, de áreas degradadas em diferentes biomas brasileiros (Mata Atlântica, Campos Rupestres e Cerrado, entre outros).

Publicado em Meio Ambiente
Terça, 27 Fevereiro 2018 18:48

Os parques urbanos

Paulo André Mendes / Geógrafo e jornalista, colaborador da ArcaAmaserra - Associação para a Recuperação e Conservação Ambiental em Defesa da Serra da Calçada. / www.amaserra.org

Estávamos ainda nos anos 1970 quando um interessante estudo foi concluído e veio a público, aqui em Belo Horizonte. Esse estudo tratava dos parques urbanos da região metropolitana, e tinha sido desenvolvido por uma jovem autarquia: a Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Plambel).

Publicado em Meio Ambiente

Suellen Rodrigues / Bióloga e integrande da PROMUTUCA / www.promutuca.com.br • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Nova Lima é atrativa por sua beleza natural, pelas áreas preservadas, pela paisagem composta pela Mata Atlântica e o Cerrado. O município abriga uma grande quantidade de animais silvestres e possui diversos mananciais importantes para o abastecimento de água.

Publicado em Meio Ambiente
Sexta, 16 Fevereiro 2018 17:07

Reflexões importantes sobre a natureza

Flávio Krollmman / Conselheiro da Promutuca / www.promutuca.com.br • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Já faz muito tempo que o homem se sensibiliza pela importância da natureza para a sobrevivência da espécie humana e busca entender sua contraditória relação com o meio ambiente e sua preservação. 

Publicado em Meio Ambiente

Paulo André Mendes / Geógrafo e jornalista, colaborador da ArcaAmaserra - Associação para a Recuperação e Conservação Ambiental em Defesa da Serra da Calçada. / www.amaserra.org

É uma questão de tempo: as trilhas de longa distância passarão pelas nossas serras, vales e margens dos rios. Na edição 275, do JORNAL BELVEDERE escrevi sobre as trilhas de longa distância – um conceito ainda novo no Brasil, mas já bastante difundido pelo mundo.

Publicado em Meio Ambiente
Segunda, 22 Janeiro 2018 16:15

As trilhas de longa distância

Paulo André Mendes / Geógrafo e jornalista, colaborador da ArcaAmaserra - Associação para a Recuperação e Conservação Ambiental em Defesa da Serra da Calçada. / www.amaserra.org

O conceito de trilhas de longa distância vai ganhando corpo no Brasil, e as serras de Minas farão parte dessa aventura.  A história da nossa região – e me refiro à vasta região montanhosa ao Sul de Belo Horizonte, que segue até Ouro Preto, Ouro Branco e Congonhas, serra atrás de serra – está marcada por uma impressionante Corrida do Ouro.

Publicado em Meio Ambiente

Maria Cristina Brugnara Veloso / Conselheira da PROMUTUCA / www.promutuca.com.br

O dia a dia de anos na PROMUTUCA possibilitou observar a enorme desconexão de grande parte dos moradores do Vale com a vida natural em seu entorno, bem como da sua biodiversidade.

Publicado em Meio Ambiente

Com 14 anos de existência e credibilidade, o JORNAL BELVEDERE sempre se pautou pelo bom jornalismo que ensina a ouvir todos os lados envolvidos em uma questão.

Publicado em Cidade

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!