A importância das Áreas de Preservação no Meio Ambiente

Publicado Terça, 27 Fevereiro 2018 18:46
Vale do Mutuca: Uma vasta área de vegetação preservada em Nova Lima © Foto: divulgação / cedida Promutuca Vale do Mutuca: Uma vasta área de vegetação preservada em Nova Lima © Foto: divulgação / cedida Promutuca

Suellen Rodrigues / Bióloga e integrande da PROMUTUCA / www.promutuca.com.br • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Nova Lima é atrativa por sua beleza natural, pelas áreas preservadas, pela paisagem composta pela Mata Atlântica e o Cerrado. O município abriga uma grande quantidade de animais silvestres e possui diversos mananciais importantes para o abastecimento de água.

Pois bem, logo quando saímos de Belo Horizonte, no início da BR-040 e passamos pelo viaduto da Mutuca, sentido Rio de Janeiro, reparamos ao lado esquerdo uma paisagem com uma vasta vegetação preservada em sua margem, bem ao lado do restaurante Rancho do Boi. Ali nasce a bacia do Córrego Mutuca e vou citar aqui uma das funções ambientais deste curso d’água que inclusive muitos já conhecem.

Os animais silvestres, principalmente, de médio a grande porte, costumam sair do Parque Estadual Serra do Rola-Moça vindo desta margem mencionada na paisagem e só encontram passagem segura por debaixo do viaduto da Mutuca, através da vegetação e do curso d’água. Pois, ao longo da estrada num raio de aproximadamente 40 quilômetros não há outra opção de travessia, a não ser a barreira da estrada por onde os animais vão morrer na tentativa de atravessar.

Acho importante citar a título de conhecimento que um decreto definiu a bacia do Córrego da Mutuca como área de proteção especial para fins de preservação do manancial cuja função é de abastecimento público. A Associação Promutuca tem um papel essencial na conservação do meio ambiente e somos procurados constantemente para orientar sobre as Áreas de Preservação Permanente, as “APPs”, que são áreas cobertas ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade, assim como facilitar o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar das populações humanas.

Percebo que as pessoas não possuem conhecimento sobre o que são essas áreas e as leis ambientais que as protegem. As “APPs” são margens de rios, ribeirões, riachos naturais mesmo que esses cursos d’água existam somente na época das chuvas. A legislação determina que  deve ser preservada uma faixa que vai variar de acordo com a largura do curso d’água. São consideradas APP’s também o entorno das nascentes e dos olhos d’água que exigem uma proteção em seu entorno num raio de 50 metros, as encostas íngremes, topo de morros, áreas em altitude dentre outras que constam na Lei nº 20.922 de 16 de outubro de 2013, que dispõe sobre a política florestal e de proteção à biodiversidade (Lei Florestal Mineira).

O Vale do Mutuca é composto por várias destas “APPs” e fragmentos florestais que se conectam com áreas naturais protegidas formando corredores ecológicos que vão manter a preservação de córregos, nascentes e proporcionar a sobrevivência e a reprodução da fauna e flora. Fui breve ao citar e exemplificar uma das funções das “APPs”, pois são várias, vale ressaltar aqui e chamar a atenção que as “APPs” asseguram o nosso bem-estar e o bem comum a ÁGUA.

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!