As árvores: situação de abandono

Publicado Sexta, 21 Dezembro 2018 18:20

Paulo André Mendes / Geógrafo e jornalista, colaborador da ArcaAmaserra / www.amaserra.org

Olá, leitor!
E de novo as árvores das nossas cidades estão no foco das conversas e do noticiário. Tudo começou com uma tragédia: no início da noite de quinta-feira, dia 6 de dezembro, um temporal desabou sobre a parte sul de Belo Horizonte.

Então, na esquina das avenidas Nossa Senhora do Carmo e Uruguai uma árvore de grande porte não resistiu à ventania e caiu.

Vários veículos foram atingidos, entre eles uma van que transportava crianças. As cinco crianças que estavam no veículo foram resgatadas sem ferimentos pelo passageiro de um ônibus que passava pelo local. Mas o motorista da van, o Sr. Ranur Carneiro, não teve o mesmo destino, e lamentavelmente veio a falecer no local.

Situação das árvores

Aqui mesmo na Coluna já falamos da situação de abandono das árvores de muitas de nossas cidades. Árvores doentes, infestadas por ervas-de-passarinho, necessitando de podas parciais ou mesmo de supressão estão por toda parte.

Neste caso, no entanto, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) veio a público e se defendeu, alegando que a árvore em questão havia sido vistoriada, e que a mesma era saudável e não apresentava risco de queda. A PBH atribuiu a tragédia à velocidade altíssima dos ventos durante a tempestade – os quais teriam chegado a quase 80 km/h na região.

Ainda se defendendo, a Prefeitura informou que aumentou substancialmente os valores investidos no cuidado com a arborização das vias da cidade. Em relação a este ponto, meu testemunho: tenho presenciado, finalmente, o combate às ervas-de-passarinho. Meus parabéns, e espero que o trabalho possa continuar.

População com medo

Por outro lado, apenas nesse temporal foram registradas cerca de 200 ocorrências envolvendo árvores em risco e árvores caídas, totalmente ou parcialmente. É um número expressivo. E a população vem solicitando, cada vez mais, serviços de vistoria, poda e corte de árvores: em Belo Horizonte o volume de pedidos mais que dobrou.

Então deixo algumas perguntas com o leitor: será que os investimentos estão sendo suficientes? Ou seriam necessários mais recursos? Ou um outro método de trabalho? É possível eliminar definitivamente os riscos envolvendo as árvores?

Ou as chuvas estão se tornando mais violentas, e tragédias como a da quinta-feira, dia 6, são inevitáveis?

As respostas não são fáceis

Votos de final de ano
Aos leitores da coluna votos de um
Feliz Natal e um excelente 2019.
E até o ano que vem!

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!