Ao viajar, atenção com as vacinas. Muitos países estão exigindo o certificado ou comprovação

Publicado Quarta, 10 Julho 2019 14:07

PBH mantém o Serviço de Atenção à Saúde do Viajante onde é possível receber as vacinas disponibilizadas pelo Programa Nacional de Imunizações e informações sobre a saúde.

Um importante serviço oferecido pela Prefeitura de Belo Horizonte que às vezes é desconhecido pela maioria da população. Inaugurado em 2012, o Serviço de Atenção à Saúde do Viajante de Belo Horizonte tem por objetivo atender pessoas que buscam informações de saúde acerca de seus destinos, pacientes retornando de suas viagens ou oriundos do exterior em trânsito no nosso país, assim como profissionais de saúde de outras unidades. Lotado na Rua Paraíba, 890, no Bairro Funcionários, o Serviço de Atenção ao Viajante emite o Certificado Internacional de Vacina e Profilaxia (CIVP) e ainda orienta aos viajantes sobre doenças transmissíveis, medicações e vacinações pendentes e exigidas em um determinado país.

Outra importante contribuição desse serviço é a atualização vacinal aos viajantes. No local são aplicadas todas as vacinas disponibilizadas pelo Programa Nacional de Imunizações para o indivíduo adulto. Ou seja, apenas aquelas fornecidas pelo Sistema Único de Saúde, e para aqueles que estão com uma dose pendente para constar no certificado. O CIVP é um documento que comprova a vacinação contra febre amarela, conforme definido no Regulamento Sanitário Internacional.

O Serviço de Atenção ao Viajante orienta ainda sobre locais onde é possível encontrar aquelas vacinas que são exigidas, mas que não constam da lista do SUS. Para a emissão do CIVP é preciso a comprovação de viagem a países que exigem o documento, de forma a atender nova regra estabelecida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Então, tal comprovação pode ser feita com a apresentação da passagem aérea.

Oferecer vacinas

O Serviço de Atenção ao Viajante tem esta outra característica: oferecer vacinas e orientação sobre uma imunização específica para um país do mundo, além de orientar por telefone ou internet, os profissionais de saúde de outras unidades que atendem viajantes. Ali eles estão aptos a orientar estrangeiros ou mesmo brasileiros com suspeita de infecções contraídas durante uma viagem, indicando para diagnóstico e tratamentos adequados. Flávia Souza Domingues, aposentada, mora no Santa Lúcia. Ela conta que chegou ao serviço ao Viajante para obter o certificado quando foi ao Cairo e acabou se vacinando contra hepatite B e tríplice viral. “Minha preocupação era obter o certificado. Mas, não sabia quais eram as exigências dessa cidade. Lá, me orientei, vi que minha carteira de vacinação estava incompleta e consegui me vacinar contra outras doenças. Foi uma surpresa encontrar esse serviço”, relatou.

Desde janeiro desse ano já é permitido requerer o CIVP pela internet, sem a necessidade de comparecimento às unidades que emitem o documento. Para isso, o viajante deverá fazer dois cadastros, sendo junto à Anvisa (https://viajante.anvisa.gov.br/viajante/index.asp?Cadastro=Cadastro) e o outro no site do governo (www.servicos.gov.br), sendo obrigado a anexar o cartão de vacinação digitalizado.

Segundo a Prefeitura de Belo Horizonte, “o Serviço de Atenção à Saúde do Viajante ainda disponibiliza um teste rápido para malária, a fim de se obter o diagnóstico precoce da doença em viajantes que retornam de áreas de risco para a mesma”.
Para o atendimento desse serviço é necessário fazer o agendamento prévio pelos telefones pelos telefones: (31) 3246-5026 e (31) 3277-5300.

Certificado ou comprovação

Países como Arábia Saudita, Austrália, Bahamas, Bonaire, China, Colômbia, Egito e inúmeros outros proíbem a entrada de estrangeiros que não tenham o certificado ou a comprovação de que receberam a vacina contra a febre amarela, por exemplo. Há casos que nem a conexão é autorizada. A lista com os países que exigem o Certificado de vacinação está disponível também na internet, no site da Organização Mundial de Saúde (http://www.who.int/ith/en/).

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!