Trombofilia na gestação

Publicado Sexta, 09 Março 2018 18:10

O que é? Como diagnosticar? Esta condição aumenta o risco de trombose venosa nos membros?

Trombofilia é muitas vezes uma doença silenciosa que pode levar a complicações na gravidez e abortos de repetição. A Trombofilia se caracteriza por alterações hereditárias ou adquiridas que fazem com que haja aumento da coagulação do sangue e formação de trombos no interior dos vasos. As causas hereditárias estão ligadas a fatores genéticos e as causas adquiridas podem estar relacionadas a união de determinados fatores que provocam o aumento da coagulação sanguínea como: cirurgias de longa duração, reposição hormonal, viagens prolongadas e, até mesmo, a própria gravidez.

O principal sintoma decorrente da trombofilia consiste na trombose venosa profunda, que se manifesta, principalmente, nos membros inferiores, causando inchaço mais pronunciado em uma das pernas, dor de forte intensidade, temperatura elevada ou mudança na coloração do membro (azulada ou pálida, a depender da gravidade do quadro) e veias superficiais dilatadas. Os primeiros sinais que ocorrem na gestação é o crescimento inadequado do bebê. Este fator ocorre devido a formação de trombo no interior dos vasos da placenta. Com isso, o fluxo de sangue com nutrientes para o feto é inadequado, provocando até mesmo abortos de repetição.

Para a prevenção de tais fatores, grávidas que necessitam deste rastreamento são:

  • • Mulheres que tiveram trombose;
    • As que tiveram parto prematuro;
    • Possuem casos de Trombofilia na família;
    • Apresentam crescimento inadequado do feto;
    • Apresentam dois ou mais abortos espontâneos consecutivos.

Os exames para diagnóstico de Trombofilia na gravidez são solicitados por um médico especialista e é feito também um estudo genético. O angiologista irá acompanhar o quadro e definir a melhor conduta para prevenção das tromboses durante a gravidez e suas possíveis complicações. A rapidez no diagnóstico faz toda a diferença no controle da doença e evita complicações de aborto e trombose nos membros. Grávidas com esta condição devem fazer uso de anticoagulantes prescritos pelo médico e devem fazer a prevenção para riscos de complicações com trombose venosa e embolia pulmonar. A consulta multidisciplinar com o angiologista, hematologista e ginecologista é primordial. Previna-se e consulte com o seu especialista.

Clínica Vascular Camila Caetano

Angiologista e especialista em cirurgia vascular/endovascular e
ecografia vascular • CRM 50597
Alameda Oscar Niemeyer, 1033, sala 823, Vila da Serra
• Telefone: (31) 3646-0926
Whatsapp: (31) 98372-4549

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!