Após acidente, moradores querem medidas reparadoras da BHTrans

Publicado Quinta, 15 Fevereiro 2018 19:01
Perigo: Moradores ficaram em alerta com acidente no Belvedere Perigo: Moradores ficaram em alerta com acidente no Belvedere

Caminhão desgovernado na Avenida Luiz Paulo Franco deixa direção da Associação dos Amigos do Bairro Belvedere (AABB) apreensiva, já que havia alertado autoridades sobre perigo do tráfego destes veículos no trecho.

Um acidente com um caminhão desgovernado na Avenida Luiz Paulo Franco, no Belvedere, acabou acendendo a luz de alerta sobre um antigo problema de circulação na região e deixou a diretoria da Associação dos Amigos do Bairro Belvedere (AABB) bastante apreensiva. O problema já havia sido relatado há mais de cinco anos para os técnicos da BHTrans.

O caminhão, que desceu a Rua Severino de Melo Jardim onde perdeu o freio, bateu em um poste e arrancou duas árvores na calçada, deixando no chão um transformador de energia. Além de deixar os seus três ocupantes, o motorista e dois ajudantes feridos, o acidente causou a interrupção da energia na região e causou pane na rede de fibra ótica de várias operadoras de internet no bairro.

Segundo informou o diretor José Renato Pereira, o grande problema é o acesso pela Rua Severino de Melo Jardim: “O motorista contorna a Rua Decíola Horta e sobe a Rua Severino de Melo Jardim em direção à Avenida Luiz Paulo Franco. No topo da via ele encontra um ponto cego, um quebra-molas e em seguida um aclive acentuado. Chegamos a presenciar vários caminhões carregados com areia descendo esta rua, deixando um rastro de lama, tornando o local ainda mais perigoso. Também já assistimos carros derrapando e motoqueiros caindo na via por conta desta areia na pista”, explicou.

Segundo José Renato, uma das alternativas apresentadas à BHTrans na época era ampliar a circunferência da rotatória da Rua Decíola Horta, para que veículos maiores fossem obrigados à fazer a convergência na rotatória da Rua Djalma Andrade, que é mais larga e com uma visão mais privilegiada de toda a pista. Ele conta que a BHTrans chegou a raspar o asfalto em alguns trechos para promover a maior aderência de pneus em razão do risco de acidentes no local.

Ainda segundo o diretor, a batida só não se transformou em tragédia porque o poste conseguiu segurar o caminhão: “Se não fosse isso, ele poderia descer arrastando outros veículos e provocar estragos maiores quando passasse pelo cruzamento da Avenida Paulo Camilo Penna”, alertou José Renato.

A questão é de segurança

O presidente da AABB, Ubirajara Pires, informou que irá enviar um ofício à BHTrans, alertando sobre o risco de novos acidentes dessa natureza e solicitando medidas urgentes para conter o tráfego de caminhões pela Rua Severino de Melo Jardim. Segundo ele, embora o acidente tenha deixado apenas duas pessoas levemente feridas, a batida teve uma proporção muito grande.

“Avisamos à BHrans que isso iria acontecer e os técnicos não nos deram atenção. Dessa vez foi um caminhão de mudança, mas poderia ser uma betoneira ou uma carreta. Foi um acidente grave. Bombeiros foram chamados para retirar os passageiros de ferragens, os eixos dianteiros foram parar ao lado das rodas traseiras. Sem contar que os bancos e comércio ficaram impedidos de trabalhar por causa da falta de energia, que só foi estabelecida 2h30m depois”, relatou Ubirajara Pires. Ainda segundo ele, o estrago poderia ser maior se o motorista não conseguisse parar o caminhão, pois mais à frente também existe o posto gasolina.

Segundo Ubirajara Pires, a Rua Djalma Andrade possui 17 metros de largura e é uma das quatro ruas mais largas do bairro e poderia receber caminhões que descem vindo de Nova Lima.  “É uma questão de segurança. A Rua Severino de Melo Jardim possui mão dupla, com um aclive muito acentuado e isso é uma tragédia anunciada. No dia do acidente tentamos falar com a diretoria da BHTrans para relatar o problema ocorrido, mas não conseguimos ser atendidos”, disse.
José Renato lembrou que o prefeito Alexandre Kalil vem atendendo várias solicitações do bairro e acredita que ele irá se sensibilizar por esse problema de circulação nas vias.   

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!