Moradores demonstram interesse por curso e treino com armas de fogo

Publicado Quinta, 24 Janeiro 2019 17:45
Defesa: As mulheres também têm procurado o treinamento com armas © Foto: Divulgação/Cedidas Defender Defesa: As mulheres também têm procurado o treinamento com armas © Foto: Divulgação/Cedidas Defender

Após decreto do governo, o único clube de tiros defensivo da região vê a sua demanda por cursos e treinamento aumentar, significativamente.Inclusive, vai realizar uma exposição inédita com apresentação e lançamento de produtos.

O decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, no último dia 15, que permite aos cidadãos residentes em áreas urbana ou rural manter armas de fogo em casa, desde que cumpridos requisitos a serem examinados pela Polícia Federal, está mudando a rotina de clubes de tiro, em razão do aumento da procura por cursos que capacitam cidadãos para utilização das armas de fogo. O Defender, único clube de tiro na região, já sente esta demanda e tem muitos moradores procurando por cursos e treinamentos, o que levou a direção do empreendimento a organizar uma exposição inédita com apresentação e lançamento de produtos de uma fabricante de armas de fogo.

Segundo dados do IBGE, somente em Minas Gerais, cerca de 14 milhões de pessoas estão dentro da faixa etária mínima exigida – acima de 25 anos - para solicitar a autorização para a posse arma. Dados da Polícia Federal divulgados mostram que em Minas houve um crescimento de 14,61% no índice de novos registros de armas entre os anos de 2017 e 2018, aumentando de 5.342 para 6.123. Aqui na região, o Defender Clube de Tiro Defensivo, instalado na Alameda Ingá, no Vila da Serra, registrou um incremento de 60% na procura pelos cursos e treinamentos.

Segundo o empresário e morador do Vila da Serra, Sérgio Marcos Bitencourt Silveira, advogado especializado em Direito Armamentista, também proprietário da Defender e presidente da Confederação Brasileira de Tiro Defensivo e Caça, a procura já vinha acontecendo e o decreto deu mais visibilidade ao processo de aquisição, aumentando, consideravelmente, a demanda por cursos e treinamentos. Ele explica que o aumento dessa demanda se dá porque a falta de segurança pública motiva iniciantes e até mesmo aqueles que já praticam o tiro.  Para Sérgio, a procura aumentou porque todos estão querendo aumentar sua própria segurança. “Querem estar em condições de se defender e também defender a sua família, pois muitas vezes a polícia não chegará a tempo de cessar uma injusta agressão. Quem já tem uma arma deve estar treinando constantemente. Se a pessoa quer ter uma arma e não quer realizar os treinamentos é melhor que ela sequer tenha uma arma”, alertou.

Sérgio Bitencourt ressalta que os interessados em posse de arma de fogo precisam solicitar uma autorização junto à Polícia Federal, ter ficha limpa, da aprovação em exame psicotécnico, fazer o curso de tiro e ter idade acima de 25 anos. Vale lembrar que os postulantes terão apenas o direito de manter, por exemplo, um revólver na sua residência ou no trabalho, desde que seja o proprietário da empresa. A permissão para andar armado pelas ruas da cidade continua sendo restrita e ela não é contemplada no documento.

Ainda segundo Bitencourt, quem adquire uma arma precisa passar por um processo do treino para não perder as habilidades. Ele comenta que muita gente desconhecia que na prática podia ter uma arma e que em Minas há mais de um ano todos que preencheram os requisitos, a Polícia Federal já concedia a posse. O empresário defende o direito ao porte e posse da arma. E lembra que nenhum país em guerra tem registro de grande violência e morte como quem vive hoje no Brasil. Por isso, é importante estar preparado, é uma chance de defesa”, definiu.

Exposição inédita de produtos

Diante dessa procura, nos dias 23 e 24 de fevereiro, a Defender fará uma exposição, inédita em Minas Gerais, com a apresentação e lançamento de produtos da Taurus, fabricante de armas de fogo. Na ocasião, será apresentada a Striker, que inclusive  teve a primeira unidade em Minas faturada para o Clube de Tiros do Vila da Serra. E essa será a primeira vez que uma pessoa poderá manusear e conhecer de perto a arma. Em outras exposições o visitante não tem esse tipo de acesso. Esse evento será franqueado às pessoas maiores de 18 anos, que se cadastrarem previamente no site da empresa ou pessoalmente.

Os interessados em cursos e treinamentos de tiro vão passar por aulas teóricas antes da prática. Segundo o especialista, as aulas teóricas contemplam a teoria da legislação, regras de segurança, normas de conduta no estande de tiro, classificação das armas e fundamento de tiro. As aulas são dadas em 3 a 4 dias, são individuais ou em grupos de até quatro pessoas, embora Sérgio indique que a pessoa faça o curso individualmente.

Inaugurada em agosto de 2017, a Defender é o único clube de tiro indoor da região com aulas de defesa pessoal e tiro para esporte, hobby ou treinamento. O Clube oferece armas para quem deseja fazer o curso e treinamento. Mas, as pessoas poderão levar as próprias armas, se sentiram mais confortáveis. Na Defender, as aulas são indoors, de segunda à sexta-feira, das 14 horas até às 22 horas. Aos sábados também é possível aprender. 

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!