Jardim Vertical é tendência em imóveis de luxo

Publicado Sexta, 08 Junho 2018 17:42
Destaque: Jardim Vertical no Bordeaux Residence, no Vila da Serra, chama atenção na entrada do empreendimento da Conartes © Foto: Divulgação/cedida Conartes Destaque: Jardim Vertical no Bordeaux Residence, no Vila da Serra, chama atenção na entrada do empreendimento da Conartes © Foto: Divulgação/cedida Conartes

Seja pelo apelo estético, seja por contribuírem no conforto térmico das edificações, os jardins em pé despertam cada vez mais o interesse de quem procura soluções agradáveis aos olhos, inteligentes e sustentáveis. Esse tipo de jardim está presente no edifício Bordeaux Residence, no Vila da Serra

Os projetos de jardins verticais que consistem na implementação de vegetação em fachadas e paredes de edifícios, tem se consolidado como tendência nos empreendimentos de luxo. Seja pelo apelo estético, seja por contribuírem no conforto térmico das edificações, os jardins em pé despertam cada vez mais o interesse de quem procura soluções agradáveis aos olhos, inteligentes e sustentáveis. Hoje, existem mais de 200 espécies de plantas que, após estudos, se adequaram ao jardim vertical natural. Algumas requerem mais manutenção do que outras, depende da sua própria natureza. Importante é ressaltar que em quase 80% das vezes em que há perdas, essas ocorrem pela escolha errada da planta. Atualmente as espécies mais utilizadas são: Samambaias, renda portuguesa, avenca, maranta, chifre-de-veado, orquídea, gerânio, begônia, filodendro, columeia, bromélia e ripsális.

Valorização do verde

Cientes das vantagens que a tendência proporciona, construtoras de luxo de Minas Gerais estão investindo na valorização do verde e optando por projetos arquitetônicos que fazem uso da prática. Na Conartes Engenharia, esse tipo de jardim está presente no Bordeaux Residence, empreendimento que surpreende pelo paisagismo, que promove harmonia com o meio ambiente e contato com a natureza. De acordo com o gerente de comunicação da Conartes, Thiago Xavier, o fato do Bordeaux contar com um jardim vertical valoriza ainda mais a área externa, estrategicamente localizado na entrada do Condomínio, integrado ainda a uma bela fonte, deixando-a mais agradável e harmônica. “Além de ter o verde no convívio diário, alinhando todo ambiente interno a toda exuberância natural daquela região do Vila da Serra em que localiza-se o empreendimento.

Segundo a renomada arquiteta responsável pelo paisagismo do Bordeaux, Neusa Nakata, o condomínio valoriza fortemente os espaços abertos, como as praças do pilotis que contam com espelhos d’água e fontes que transmitem tranquilidade aos ambientes, pontuando uma atmosfera aconchegante e incentivando o convívio entre os moradores. “O paisagismo do condomínio ainda apresenta a sofisticação das mais variadas espécies de plantas, incluindo espécies frutíferas como jabuticabeiras e pitangueiras, com destaque para as imponentes palmeiras imperiais que sinalizam um espaço de puro requinte.

Manutenção

A manutenção de um jardim vertical é como a de um jardim convencional, incluindo a necessidade de podar, a depender das espécies cultivadas. Os cuidados com irrigação são imprescindíveis para manter a beleza e a vida saudável das plantas, e devem considerar a necessidade hídrica de cada espécie.

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!