Maior torre metálica do País é o novo ícone do mercado imobiliário mineiro

Publicado Quarta, 11 Julho 2018 12:47
Concórdia Corporate: A construção utilizou um sistema estrutural misto de concreto e aço. A obra foi executada em apenas 19 meses © Foto: divulgação/André Nazareth/Cedida Tishman Speyer Concórdia Corporate: A construção utilizou um sistema estrutural misto de concreto e aço. A obra foi executada em apenas 19 meses © Foto: divulgação/André Nazareth/Cedida Tishman Speyer

Desde abril, todos os olhares se voltam para uma imponente torre, em pele de vidro, localizada em um dos endereços mais cobiçados da Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Alameda Oscar Niemeyer, no Vila da Serra, em Nova Lima.

O Concórdia Corporate foi construído dentro dos mais altos padrões internacionais de qualidade, sustentabilidade e inovação. Com a utilização de um sistema estrutural misto de concreto e aço, a obra foi executada em apenas 19 meses.

O projeto reuniu três parceiras tradicionais em seus ramos de atuação: a Tishman Speyer, uma das maiores proprietárias, desenvolvedoras, operadoras e gestoras de investimentos em imóveis de alto padrão do mundo, a Caparaó, a construtora mais antiga e uma das mais tradicionais do Estado, e a Codeme Engenharia, empresa referência no segmento de estruturas metálicas.

Segundo o presidente da Tishman Speyer no Brasil, Daniel Cherman, o projeto do Concórdia segue o modelo adotado pela empresa, há mais de 20 anos no Brasil, com grande sucesso, por meio de parcerias com empresas sólidas e tradicionais em seus mercados, como é o caso da Caparaó. “Nossa atuação está baseada em uma visão de longo prazo e de troca de experiências que resultam no desenvolvimento de projetos diferenciados, que se transformam em referência para empreendimentos futuros”, afirma.

O empreendimento marca a entrada da Tishman Speyer no mercado imobiliário de Minas Gerais, com os mesmos conceitos e tendências já adotados na concepção de projetos sustentáveis em todos os países onde atua. No Brasil, este é o caso da Tower Bridge, em São Paulo, do AQWA Corporate, no Rio de Janeiro, e do Green Towers Brasília, na capital federal.

Para a vice-presidente da Caparaó, Maria Cristina Valle, o Concórdia Corporate está à altura dos melhores edifícios de escritórios do mundo. “O empreendimento é resultado de uma parceria que enche nossa empresa de orgulho, pelos valores e princípios que compartilhamos com a Tishman Speyer, e vem para reafirmar o nosso compromisso com a paisagem urbana”, destaca.

Inovação e sofisticação

Em seus 31 pavimentos-tipo, divididos em Zona Média (do 1º ao 15º andar) e Zona Alta (do 16º ao 31º pavimento), o Concórdia Corporate chama atenção pelas suas dimensões, inovação construtiva e beleza arquitetônica.

Um pórtico em alumínio branco, de 10m de altura se destaca no acesso principal da torre. Além de contribuir para uma maior integração entre as diversas áreas ajardinadas do térreo, com projeto paisagístico assinado pelo escritório Burle Marx.

Ao entrar no hall a sensação é impactante. Um exuberante painel em mogno maciço, aclimatado há mais de 30 anos, remete às curvas da paisagem do entorno, contrastando com as paredes em nanoglass e vidros que emolduram as montanhas de Minas Gerais. O lobby com pé-direito triplo e o piso em quartzo Azul Macaúbas é majestoso e suas chapas foram cuidadosamente escolhidas e assentadas de forma a promover a continuidade dos veios.

Ainda no térreo, os usuários podem desfrutar de quatro lojas e de um restaurante. Anexo ao empreendimento, mas com entrada independente da torre, na Rua das Acácias, existem quatro lofts quadruplex, de 300m2 e 03 vagas livres por unidade.

As fachadas, em cortina de vidro, sobre a estrutura mista de concreto e aço, permitem uma vista panorâmica de 360º do entorno. Os vidros com controle térmico e fator solar calculados, contribuem para a redução de consumo de energia do empreendimento.

Nos pavimentos-tipo, o peitoril com 25 cm de altura favorece a luminosidade natural, proporcionando visibilidade piso-teto. Visando total flexibilidade, os pavimentos foram projetados com as respectivas áreas técnicas e banheiros junto ao core – núcleo central do empreendimento –, o que possibilita ao futuro locatário maior liberdade na escolha do layout, bem como previsões para banheiros privativos internos nas salas.

Para agilizar o deslocamento vertical de inquilinos e visitantes, o empreendimento conta com 16 elevadores, sendo 10 sociais, um de serviço e um privativo. Ainda possui três elevadores exclusivos para acesso aos subsolos e estacionamento. Para os que utilizam o heliponto, projetado para helicópteros de grande porte, o acesso é feito por meio de um elevador VIP hidráulico retrátil.

As unidades sociais estão divididas conforme cálculo de tráfego, das quais seis servem à Zona Alta e quatro à Zona Média. Os comandos são acionados por um moderno painel touch que gerencia o sistema de chamada antecipada, permitindo que o usuário escolha o andar antes mesmo de entrar no elevador. Esse sistema reduz o consumo de energia e aumenta o desempenho dos equipamentos, otimizando sua performance em até 25%. Um inovador sistema de frenagem com energia regenerativa dos elevadores também contribui para um menor consumo.

Cinco níveis de garagem, com um total de 788 vagas cobertas para estacionamento, e um sexto pavimento destinado exclusivamente para depósito das unidades, compõem o subsolo, no qual também foi prevista uma área de docas e expedição, destinada exclusivamente para carga e descarga de materiais e outras funcionalidades, com entrada independente pela Rua das Acácias.

Empreendimento sustentável

Além do arrojo arquitetônico e construtivo, o Concórdia Corporate é um empreendimento sustentável. Foi concebido e está pré-certificado para receber a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), na categoria Gold. O selo é concedido pelo U.S. Green Building Council, uma organização sem fins lucrativos, com sede em Washington, nos Estados Unidos, que tem o objetivo de promover a sustentabilidade ambiental de edifícios.

Seguindo esses padrões internacionais de sustentabilidade, a equipe responsável pelo projeto, desde a fase inicial da obra, preocupou-se em reduzir os impactos ambientais provocados pela construção e, após a ocupação do empreendimento, adotando como premissas: incremento da eficiência energética, diminuição do consumo de água, controle de ruídos e resíduos, uso de materiais reciclados, controle do ar em ambientes internos, entre outros.

As soluções utilizadas incluem o gerenciamento de resíduos, a utilização de materiais locais na parte de acabamentos e o cuidado tomado para evitar a saída de sedimentos do perímetro que envolve o empreendimento, durante a fase de obras. Agora, em operação, além da qualidade das instalações, o empreendimento conta com sistemas que diminuem o desperdício de água e economizam energia, dentre outras tecnologias.

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!