Moradores do Vila da Serra pedem cassação de vereador

Publicado Quarta, 10 Julho 2019 16:35

 Pedido protocolado na Câmara de Nova Lima pede o fim do mandato do vereador José Geraldo Guedes por quebra de decoro parlamentar.

Os moradores do Vila da Serra e diretores da AMAVISE, Sérgio Americano Mendes e Felipe Augusto Ferrarez da Mata protocolaram, no último dia 1º de julho, na Câmara Municipal de Nova Lima, o pedido de cassação do vereador José Geraldo Guedes por quebra de decoro parlamentar. O pedido foi deferido pela mesa diretoria da Casa no dia seguinte, durante reunião semanal dos parlamentares.  A decisão do pedido de cassação aconteceu após a reunião do dia 25 de junho, quando uma grande confusão e bate-boca tomaram conta da reunião plenária. O vereador sentiu-se irritado ao ser criticado pelo líder comunitário Luciano Cícero, morador de Honório Bicalho.

Durante a sessão, o vereador chegou a gritar palavrões e ofender o líder comunitário. O pedido de cassação para que a Procuradoria da Casa Legislativa cumpra a legislação foi lido na reunião plenária, pelo secretário da Mesa diretora, Álvaro Azevedo. Em sua leitura, o secretário da Mesa informou que a Procuradoria sugeriu que o pedido fosse encaminhado para leitura dos vereadores e que mais tarde serão informados os ritos legais.

O pedido de cassação representada por quebra de decoro parlamentar foi embasado pelos moradores do Vila da Serra pela conduta indevida do vereador diante do cargo no exercício do seu mandato.  “Ele perdeu a compostura e o decoro parlamentar durante a sessão plenária, deferiu vários palavrões e ainda tentou agredir fisicamente o líder comunitário. As pessoas esperam que todos os representantes eleitos assumam uma conduta exemplar. Não é possível que um parlamentar haja de tal forma tão desrespeitosa. Diante desse abuso, nós pedimos a cassação”, explicou Sérgio Americano. Ainda segundo ele, trata-se de um vereador da “velha política, completamente arrogante, que humilha pessoas e retira do plenário aquele que o questiona”.

Sérgio Americano explicou que “após o pedido ser deferido pela Mesa da Câmara será instalada uma comissão processante e indicado um relator para tratar do processo. A previsão é que em agosto o grupo já esteja pronto para analisar o caso. Após esse trâmite, a cassação do vereador será votada na Casa”.

“Acabou a era da impunidade. Vereador que fizer coisa errada em Nova Lima, terá que pagar pelo que fez”, disse Felipe da Mata em um vídeo divulgado nas redes sociais.

A mesa diretora da Câmara Municipal de Nova Lima informou, em nota, que “foi protocolado, no dia 1º de julho, pela Associação dos Amigos do Bairro Vila da Serra – Amavise, uma representação pela cassação do vereador José Geraldo Guedes (DEM) por ‘quebra de decoro parlamentar’.  A representação foi apresentada a todos os vereadores durante Reunião Ordinária realizada no dia 2 de julho e será analisada pelo Departamento Jurídico da Casa Legislativa para que seja dado o encaminhamento correto ao exposto.

A Câmara Municipal de Nova Lima reitera o compromisso de atuar com transparência no encaminhamento das demandas da população e contribuir para que o processo democrático prevaleça de acordo com a lei.”

O vereador José Guedes se pronunciou em um vídeo durante uma reunião, descrendo os ataques e ofensas recebidos do morador. Nós não conseguimos contato como ele, nem o contato do morador Luciano Cícero.  

Caso seja cassado, a suplente de José Guedes, Babá Couto assume a vaga.    

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!