Croácia, tesouro escondido no Leste Europeu

Publicado Segunda, 25 Fevereiro 2019 14:38
Belas Paisagens: Um verdadeiro espetáculo de ilhas rochosas, pequenas praias exclusivas e muita, muita história © Foto: Divulgação / wikipedia Belas Paisagens: Um verdadeiro espetáculo de ilhas rochosas, pequenas praias exclusivas e muita, muita história © Foto: Divulgação / wikipedia

Paulo Queiroga / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

A Croácia, na região dos Balcãs, não é um destino habitual para nós brasileiros.

Também, pudera. O país teve uma história conturbada. Fundada no Século X da era cristã, a Croácia tem sua história marcada por conquistas e guerras. Passou por ocupação nazista durante a Segunda Guerra Mundial e fazia parte da Iugoslávia até 1991, quando um plebiscito tornou o país independente.

A população vivia em clima de guerra até 1995 e, praticamente, no ano passado é que se reestabeleceu a paz e o turismo passou a ter grande representatividade na economia.

A Croácia é parte da União Europeia desde 2013 e faz divisa com a Hungria, Eslovênia, Sérvia, Bósnia e Herzogovina e Montenegro. Com as sucessivas independências dos países que compunham a Iugoslávia, o país ficou com uma das fronteiras mais diversificadas da Europa.

O largo litoral no Mar Adriático, que separa o país da Itália, reúne mais de 1700 km de costa e cerca de 1.100 ilhas disputadas por iates de luxo, a maioria de milionários europeus.

Aliás, uma curiosidade é que praticamente todo o litoral do Mar Adriático, incluindo a Grécia e a Itália, tem uma vocação para o turismo de luxo.

Estrutura de serviços turísticos de alto nível

Na Croácia não é diferente. De olho nos Euros dos turistas europeus acostumados ao luxo de Santorini ou de Ibiza, as cidades croatas como Dubrovnik e Split criaram uma estrutura de serviços turísticos de alto nível, com a vantagem de que o mar azul tem a mesma beleza de destinos consagrados da região do Adriático e os excelentes serviços oferecem tarifas mais em conta.

Uma forma de curtir a Croácia e que tem tido muito sucesso é o Cruzeiro pela Costa do Adriático. Atualmente, o país recebe 800 navios de cruzeiro, que trazem boas riquezas e muito movimento, especialmente, nas cidades e ilhas mais famosas. Um verdadeiro espetáculo de ilhas rochosas, pequenas praias exclusivas e muita, muita história. Mas, se você é do tipo que acha viagem de cruzeiro monótona ou se incomoda com a rigidez dos horários, há transporte regular de barcos que circulam por entre as ilhas e boa parte delas oferece pousadas charmosas com serviço requintado.

Pode se chegar à Croácia em voos partindo das capitais europeias. Particularmente, não acho interessante. Alugar um carro é a melhor opção. O turismo rodoviário na Croácia é mais prazeroso. As estradas tortuosas entre as montanhas, a paisagem e os lugarejos com pousadas aconchegantes vão valorizar sua viagem.
Cidades maiores, como a capital, Zagreb são cortadas por estradas de padrão europeu, que ligam o país a importantes destinos europeus, como Viena, Budapeste e Munique.

Nas fronteiras costuma-se checar os passaportes e cobrar uma de pedágio razoável, que pode ser pago em Euros, cartão de Crédito ou na moeda local, o Kuna.

Pela localização geográfica, naquela parte extremamente recortada da Europa, o país acabou sofrendo muitas influências de italianos, húngaros, turcos e austríacos, o que dificulta para nós brasileiros identificar um modo de vida autenticamente croata. A começar pela comida. Os restaurantes locais servem goulash, apfelstrudel, (a tradicional torta alemã), inhoque e pimentões recheados.

Zagreb é linda. Com uma vida cultural intensa, repleta de museus, galerias e monumentos históricos, a cidade é praticamente dividida em duas. Na parte alta (Old Town) é onde se concentra o centro histórico.

A Catedral de Santo Estevão construída no século XIII, com duas imponentes torres e seu entorno são os principais pontos turísticos da parte antiga da cidade.

As ruas sinuosas e calçadas de pedras, exclusivas para pedestres, bares e cafés com toldos e guarda-sóis colorindo as praças, museus majestosos e as edificações pesadas testemunhando a glória do passado revelam a alma do Leste europeu. A parte baixa, mais moderna, é para onde cresce a cidade.

Na sua próxima viagem à Europa, inclua a Croácia em seu roteiro.

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!