Órgão relata que os impactos atingiram toda a cadeira produtiva no turismo da cidade, o que representa 52 segmentos econômicos distintos, refletindo prejuízos em toda economia municipal, incluindo empreendimentos fora das áreas de risco. Os representantes do Conselho de Turismo de Nova Lima decidiram e aprovaram por unanimidade, em reunião realizada no último dia 7 de março, a moção que foi encaminhada à Vale S.A. onde relataram os últimos acontecimentos na região de Brumadinho, o acionamento do Plano de Emergência das barragens da Mina Mar Azul e de Vargem Grande e as consequências que essas ações geraram em relação aos impactos socioeconômicos e também ambientais em todo território municipal, em especial nas regiões de potencial turístico como São Sebastião das Águas Claras (Macacos), Honório Bicalho e Rio de Peixe. São regiões que tiveram o fechamento de bares e restaurantes, pousadas, pequenos produtores impactando empreendimentos turísticos e empregos diretos e indiretos. E, onde comunidades inteiras perderam sua fonte de sustento, moradia e mobilidade urbana comprometida. De acordo com os conselheiros, os impactos atingiram toda a cadeira produtiva do turismo, o que representa 52 segmentos econômicos distintos, refletindo prejuízos em toda economia municipal, incluindo empreendimentos fora das áreas de risco. Em razão disso, o Conselho determinou que seja mitigada urgentemente a situação através de 14 medidas propostas. São elas: descomissionamento das barragens em caráter de urgência; abertura da via do “Campo do Costa” definitivamente, sendo este o único acesso seguro ao arraial de Macacos, de forma pavimentada, sinalizada, iluminada, criando no local a ciclovia, belvederes, ligando o bairro Vale do Sol ao centro histórico do arraial de São Sebastião das Águas Claras (Macacos). Ressaltamos que se trata de rota de fuga; melhorias da “Alameda dos Jatobás”, no bairro Jardim Amanda, por ser rota de fuga; Construção de ponte sobre o Córrego Marumbé para melhoria do fluxo de trânsito e acesso à Cachoeira e também ao bairro Capela Velha.; execução das obras de implantação das alças viárias de Macacos já projetadas e aprovadas pelo poder público; execução do projeto de revitalização do centro histórico do arraial como também a restauração da Capela de São Sebastião das Águas Claras; revitalização do espaço da “Feira dos Produtores Locais”, com banheiros de alvenaria, cobertura sustentável e espaço Kids. Recuperação da imagem Também propuseram a elaboração, implantação e execução de plano de Marketing para recuperação da imagem dos distritos afetados; recomposição econômica de todos os comerciantes que exercem suas atividades no arraial, em caráter emergencial, com aporte financeiro que deverá perdurar até a suspensão total dos riscos existentes, acerca das barragens que circundam a região; desenvolvimento do ecoturismo, tendo como referência Decreto Municipal nº 6.773, de 18 de fevereiro de 2016, que “cria o projeto Trilhas e determina o tombamento provisório dos caminhos e trilhas existentes no município de Nova Lima que possuem uso tradicional para o ciclismo e atividades de ecoturismo” e Decreto Municipal nº 5.320, de 05 de junho de 2013, tornando o Morro do Pires, Morro do Elefante, Serra da Calçada e Serra do Souza como monumentos naturais de conservação; Plano de capacitação para as comunidades impactadas com cursos de qualificação profissional, atendendo ao segmento da cadeia produtiva do turismo; implantação de espaço para receptivo turístico, como fomento ao turismo local e possibilidade de empregabilidade; investimento no Fundo Municipal de Turismo, que será gerido pelo Conselho Municipal de Turismo e Poder Público. Para o representante da Associação Comunitária de Macacos no Conselho, Raul Franco, a retomada das atividades e do comércio do lugarejo passa pela reestruturação de um legado, criando um novo cenário de fomento local, do que de indenizações apenas. Para ele, é necessário que se crie um selo de qualidade para se minerar em Nova Lima, onde empresas devem seguir um padrão e que episódios como o de Mariana e Brumadinho não venham acontecer na cidade. “Antes de se obter um atestado da segurança no lugarejo, não há o que fazer. Dessa vez, todos foram atingidos; alguns em seus negócios e outros por questões psicológicas. Mães não confiam em deixar seus filhos irem à escola com receio de algo possa acontecer. Ou seja, impactou todo o lugarejo”, destacou. Com a palavra, a empresa Vale.
Publicado Terça, 12 Março 2019 19:28

Paulo Queiroga / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

A Croácia, na região dos Balcãs, não é um destino habitual para nós brasileiros.

Publicado Segunda, 25 Fevereiro 2019 14:38

Paulo Queiroga / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Uma das três cidades marroquinas com o maior acervo cultural do país, ao lado de Fez e Méknes, Marrakech surpreende o visitante pelas cores de sua cultura e pela exótica tradição mulçumana.

Publicado Segunda, 11 Fevereiro 2019 18:51

Paulo Queiroga / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Casablanca, em Marrocos, uma das cidades mais cosmopolitas do país, ficou conhecida no mundo depois do clássico filme “Casablanca”, lançado em Hollywood em 1942.

Publicado Quinta, 24 Janeiro 2019 16:40

Paulo Queiroga / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

A capital da Província de Flandres parece ter sido construída para um cenário de conto de fadas.

Publicado Sexta, 11 Janeiro 2019 11:44
Página 2 de 7

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!