Passado, presente e futuro da tecnologia ao alcance das mãos

Publicado Segunda, 22 Janeiro 2018 16:31

O futuro da tecnologia chegou a Belo Horizonte e já tem endereço: o BH Shopping! Até o dia 28 de janeiro o mall vai proporcionar uma verdadeira imersão no universo virtual com o Circuito de Realidade Virtual BH Shopping. A Praça de Eventos do piso Mariana receberá um estande de 100m² com sete tecnologias para que o visitante possa vivenciar sua evolução. A visita pelo estande é feita com acompanhamento de um monitor especializado, que explica didaticamente a história de cada tecnologia e seu uso, aliando entretenimento, conhecimento, experimentação e diversão, um programa de férias completo. Conheça as tecnologias:

HOLOGRAFIA - Concebida em 1948 pelo húngaro Dennis Gabor, a holografia só foi colocada em prática na década de 60 pelo norte-americano Theodore Maiman, que descobriu o laser, fonte ideal para a produção de hologramas. A holografia de prisma é uma forma de visualizar a olho nu imagens em 3D.

LEAP MOTION - Começou com Isaac Newton e seu estudo espectro de cores, a partir de 1672. Mais tarde, por volta de 1880, o astrônomo Willian Herschel resolveu fazer estudos relacionados à temperatura das cores e a descoberta do infravermelho. Mas foi somente em meados do século XX que os detectores começaram a ser desenvolvidos. Hoje, são aparelhos que já se tornaram comuns, como o acender automático de uma lâmpada. No Leap Motion a precisão é tão grande que é possível controlar o computador à distância.

REALIDADE AUMENTADA - O nome explica o que acontece: aumentamos a percepção da realidade, inserimos elementos virtuais em uma imagem ou local físico (o marcador). A tecnologia foi massificada com a chegada do Pokémon Go, mas sua ideia vem da década de 80 e somente nos últimos anos é que realmente vem ganhando força. É considerada uma tendência para o futuro, por especialistas.

CARDBOARD - O termo realidade virtual significa proporcionar um sistema totalmente imersivo, em que o usuário tem a sensação real de estar dentro do mundo virtual e é capaz de manipular os objetos ali presentes como se fossem de fato reais. Seu conceito vem dos anos 70, mas somente na década seguinte, com o Jaron Lanier, ele teve início, com simuladores multiusuários compartilhados. Desenvolvido pelo Google, o Cardboard é a porta de entrada para esse universo. Mesmo com recursos de interação e imersão reduzidos, a experiência já abre oportunidades para o novo mundo virtual.

GEAR VR - O desenvolvimento tecnológico trouxe celulares com processadores mais potentes e qualidade de imagem superior, possibilitando uma interação maior nesse conceito de Realidade Virtual Portátil. O Gear VR é uma parceria da Samsung com uma das pioneiras do setor, a Oculus. É um gadget* que permite ao usuário uma imersão e uma interação maior. O conforto e a qualidade fazem com que a diversão seja garantida independente da idade.

*Gadget é um equipamento que tem um propósito e uma função específica, prática e útil no cotidiano. São comumente chamados de gadgets dispositivos eletrônicos portáteis como PDAs, celulares, smartphones, leitores de MP3, entre outros.

ÓCULOS RIFT - A Oculus construiu o primeiro protótipo do óculos Rift em 2010, quando ainda era uma startup. Em 2014, o Facebook adquiriu a empresa por cerca de US$ 2 bilhões. Bem mais restritos pelo seu custo, esses “brinquedos” com suas máquinas custam a partir de R$ 18.000,00, mas ainda não há vendas ou entregas no Brasil. Ele tem sensor de movimentos e um processamento de computador, não de celular. Com isso, os movimentos do usuário são reconhecidos e reproduzidos em tempo real no cenário virtual, com interação simultânea.

HTC VIVE - Esse equipamento foi anunciado em 2015, em Barcelona. E, a partir desse momento, a ficção científica teve que buscar outros temas. Ele é o ápice da interatividade e da imersão. Isso porque os sensores que o acompanham mapeiam uma grande área e permitem que o usuário caminhe no mundo real e seus passos sejam reproduzidos de forma fiel no ambiente virtual. Os controles também simulam pressão e tremem, trazendo novas sensações do mundo virtual para o real. A experiência transforma em real aquilo que era só virtual, pela percepção e reação do próprio corpo.

PULA-PULA FLORESTA ENCANTADA - Para a criançada que prefere gastar outro tipo de energia, o pula-pula inflável Floresta Encantada será uma ótima alternativa. Com 16m de comprimento, 9,8m de largura e 4,30m de altura, o gigante tem como tema a savana africana e oferece várias atividades interativas, como escorre

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!